Menu

Barão Vermelho - Letras e Músicas

Barão Vermelho

Por Você

Por você Eu dançaria tango no teto Eu limparia Os trilhos do metrô Eu iria a pé Do Rio a Salvador Eu aceitaria A vida como ela é Viajaria a prazo Pro inferno Eu tomaria banho gelado No inverno Por você Eu deixaria de beber Por você Eu ficaria rico num mês Eu dormiria de meia Pra virar

Barão Vermelho

Tão Longe De Tudo

Solidão amiga do peito Me dê tudo que eu tenha por direito Me diga, me ensina Ao dormir não sinto medo Há um sol, existe vida Me trate com jeito Eu tenho saída Eu quero calor e o mundo é frio Minha vaidade não enxerga o paraíso Eu preciso de

Barão Vermelho

Puro Êxtase

Toda brincadeira Não devia ter hora pra acabar E toda quarta-feira Ela sai sem pressa pra voltar Esmalte vermelho Tinta no cabelo Os pés num salto alto Cheios de desejo Vontade de dançar Até o amanhecer Ela está suada Pronta pra se derreter Ela é puro êxtase Êcstasy! Barbies, Betty Boops Puro êxtase Galo cantou Se encantou, deixa

Barão Vermelho

Pedra, Flor, Espinho

Hoje, eu não quero ver o sol Vou prá noite, tudo vai rolar O meu coração é só um desejo de prazer Não quer flor, não quer saber de espinho Mas se você quiser tudo pode acontecer no caminho Mas se você quiser sou pedra, flor,

Barão Vermelho

Amor, Meu Grande Amor

Amor, meu grande amor Não chegue na hora marcada Assim como as canções Como as paixões E as palavras Me veja nos seus olhos Na minha cara lavada Me venha sem saber Se sou fogo Ou se sou água Amor, meu grande amor Me chegue assim Bem de repente Sem nome ou sobrenome Sem sentir O

Barão Vermelho

Bilhetinho Azul

Hoje eu acordei com sono, Sem vontade de acordar O meu amor foi embora E só deixou pra mim Um bilhetinho Todo azul, com seus garranchos, uhum Que dizia assim: "Chuchu vou me mandar!" É, eu vou pra bahia, Talvez volte qualquer dia O certo é que eu tô vivendo, Eu tô

Barão Vermelho

Pro dia Nascer Feliz

Todo dia a insônia Me convence que o céu Faz tudo ficar infinito E que a solidão É pretensão de quem fica Escondido fazendo fita... Todo dia tem a hora Da sessão coruja Só entende quem namora Agora vão'bora... Estamos bem por um triz Pro dia nascer feliz Pro dia nascer feliz O mundo

Barão Vermelho

Amor de Irmão

Está chegando Um novo tempo de paz Junto com a chuva Indo embora pro mar E num improviso da jazz Nossas manias se encontram Está chegando Um novo tempo de paz Tanto faz Com quem esteja a razão Vamos ser amigos Enfrentar os perigos Não amargar nenhuma tensão Sem paixão, tanto faz Amor de irmão

Barão Vermelho

O Poeta Está Vivo

Baby, compra o jornal E vem ver o sol Ele continua a brilhar Apesar de tanta barbaridade Baby, escuta o galo cantar A aurora dos nossos tempos Não é hora de chorar Amanheceu o pensamento O poeta está vivo Com seus moinhos de vento A impulsionar A grande roda da história Mas quem

Barão Vermelho

Codinome Beija-Flor

Pra que mentir Fingir que perdoou Tentar ficar amigos sem rancor A emoção acabou Que coincidência é o amor A nossa música nunca mais tocou Pra que usar de tanta educação Pra destilar terceiras intenções Desperdiçando o meu mel Devagarinho, flor em flor Entre os meus inimigos, beija-flor Eu protegi teu nome

Barão Vermelho

Por Que a Gente é Assim?

Mais uma dose? É claro que eu estou a fim A noite nunca tem fim Por que que a gente é assim? Agora fica comigo E vê se não desgruda de mim Vê se ao menos me engole Mas não me mastiga assim Canibais de nós mesmos Antes que a

Barão Vermelho

Declare Guerra

Vivendo em tempo fechado Correndo atrás de abrigo Exposto a tanto ataque Você ta perdido Nem parece o mesmo Tá ficando pirado Onde você encosta dá curto Você passa, o mundo desaba E pra te danar Nada mais dá certo E pra piorar Os falsos amigos chegam E pra te arrasar Quem te governa

Barão Vermelho

Bete Balanço

Pode seguir a tua estrela O teu brinquedo de "star" Fantasiando um segredo No ponto onde quer chegar O teu futuro é duvidoso Eu vejo grana, eu vejo dor No paraíso perigoso Que a palma da tua mão mostrou Quem vem com tudo não cansa Bete balança, meu amor Me avise

Barão Vermelho

Eu queria ter uma bomba

Solidão a dois de dia Faz calor, depois faz frio Você diz "já foi" e eu concordo contigo Você sai de perto eu penso em suicídio Mas no fundo eu nem ligo Você sempre volta com as mesmas notícias Eu queria ter uma bomba Um flit paralisante qualquer Pra

Barão Vermelho

Amor Pra Recomeçar

Eu te desejo não parar tão cedo Pois toda idade tem prazer e medo E com os que erram feio e bastante Que você consiga ser tolerante Quando você ficar triste Que seja por um dia e não o ano inteiro E que você descubra que rir

Barão Vermelho

Nosso Mundo

Se eu ainda soubesse Como mudar o mundo Se eu ainda pudesse Saber um pouco de tudo Eu voltaria atrás do tempo Eu não te deixaria Presa no passado E arrumaria um jeito Pra você estar ao meu lado de novo Eu voltaria no tempo (Refrão) Pra voltar pra ontem Sem temer o

Barão Vermelho

Meus Bons Amigos

Meus bons amigos, onde estão? Notícias de todos quero saber Cada um fez sua vida De forma diferente Às vezes me pergunto Malditos ou inocentes? Nossos sonhos, realidades Todas as vertigens, crueldades Sobre nossos ombros Aprendemos a carregar Toda a vontade que faz vingar No bem que fez pra mim Assim, assim Me fez

Barão Vermelho

Flores do Mal

Não me atire no mar de solidão Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos Não me retalhe em escândalos Nem tão pouco cobre o perdão Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão Que acabou feito um sonho Foi o meu inferno,

Barão Vermelho

Todo Amor Que Houver Nessa Vida

Eu quero a sorte de um amor tranquilo Com sabor de fruta mordida Nós, na batida, no embalo da rede Matando a sede na saliva Ser teu pão, ser tua comida Todo amor que houver nessa vida E algum trocado pra dar garantia E ser artista no nosso

Barão Vermelho

Pense e dance

Penso como vai minha vida Alimento todos os desejos Exorcizo as minhas fantasias Todo mundo tem um pouco de medo da vida Pra que perder tempo desperdiçando emoções Grilar com pequenas provocações? Ataco se isso for preciso Sou eu quem escolho e faço os meus inimigos Saudações a quem