Menu

Belchior - Letras e Músicas

Belchior

Coração Selvagem

Meu bem, guarde uma frase pra mim dentro da sua canção Esconda um beijo pra mim Sob as dobras do blusão Eu quero um gole de cerveja No seu copo, no seu colo e nesse bar Meu bem, o meu lugar é onde você quer que

Belchior

Na Hora do Almoço

No centro da sala, diante da mesa No fundo do prato, comida e tristeza A gente se olha, se toca e se cala E se desentende no instante em que fala Medo, medo, medo, medo, medo, medo Cada um guarda mais o seu segredo A sua mão

Belchior

Alucinação

Eu não estou interessado Em nenhuma teoria Em nenhuma fantasia Nem no algo mais Nem em tinta pro meu rosto Ou oba oba, ou melodia Para acompanhar bocejos Sonhos matinais Eu não estou interessado Em nenhuma teoria Nem nessas coisas do oriente Romances astrais A minha alucinação É suportar o dia-a-dia E meu delírio É a

Belchior

Sujeito de Sorte

Presentemente eu posso me considerar um sujeito de sorte Porque apesar de muito moço me sinto são e salvo e forte E tenho comigo pensado deus é brasileiro e anda do meu lado E assim já não posso sofrer no ano passado Tenho sangrado demais,

Belchior

A Palo Seco

Se você vier me perguntar por onde andei No tempo em que você sonhava De olhos abertos, lhe direi Amigo, eu me desesperava Sei que assim falando pensas Que esse desespero é moda em 76 Mas ando mesmo descontente Desesperadamente, eu grito em português Mas ando mesmo descontente Desesperadamente, eu

Belchior

Medo de Avião

Foi por medo de avião Que eu segurei Pela primeira vez a tua mão Um gole de conhaque Aquele toque em teu cetim Que coisa adolescente James Dean Foi por medo de avião Que eu segurei Pela primeira vez a tua mão Não fico mais nervoso Você já não grita E a aeromoça,

Belchior

Apenas Um Rapaz Latino-americano

Eu sou apenas um rapaz Latino-Americano Sem dinheiro no banco Sem parentes importantes E vindo do interior Mas trago de cabeça Uma canção do rádio Em que um antigo Compositor baiano Me dizia Tudo é divino Tudo é maravilhoso Mas trago de cabeça Uma canção do rádio Em que um antigo Compositor baiano Me dizia Tudo é divino Tudo

Belchior

Pequeno Mapa do Tempo

Eu tenho medo e medo está por fora O medo anda por dentro do teu coração Eu tenho medo de que chegue a hora Em que eu precise entrar no avião Eu tenho medo de abrir a porta Que dá pro sertão da minha solidão Apertar o

Belchior

Comentários a Respeito de John

Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho Deixem que eu decido a minha vida Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol Porque bate lá o meu coração Sonho e escrevo em letras grandes de novo pelos muros do país João, o tempo,

Belchior

Galos, Noites e Quintais

Quando eu não tinha o olhar lacrimoso Que hoje eu trago e tenho Quando adoçava meu pranto e meu sono No bagaço de cana do engenho Quando eu ganhava esse mundo de meu Deus Fazendo eu mesmo o meu caminho Por entre as fileiras do milho verde Que

Belchior

Divina Comédia Humana

Estava mais angustiado que um goleiro na hora do gol Quando você entrou em mim como um Sol no quintal Aí um analista amigo meu disse que desse jeito Não vou ser feliz direito Porque o amor é uma coisa mais profunda que um encontro

Belchior

Conheço o Meu Lugar

O que é que pode fazer o homem comum Neste presente instante senão sangrar? Tentar inaugurar A vida comovida Inteiramente livre e triunfante? O que é que eu posso fazer Com a minha juventude Quando a máxima saúde hoje É pretender usar a voz? O que é que eu posso

Belchior

Velha Roupa Colorida

Você não sente nem vê Mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo Que uma nova mudança em breve vai acontecer E o que há algum tempo era novo jovem Hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer Nunca mais meu pai falou: She's leaving home E

Belchior

Todo Sujo de Batom

Eu estou muito cansado Do peso da minha cabeça Desses dez anos passados (presentes) Vividos entre o sonho e o som Eu estou muito cansado De não poder falar palavra Sobre essas coisas sem jeito Que eu trago em meu peito E que eu acho tão bom Quero uma balada

Belchior

Tudo Outra Vez

Há tempo, muito tempo Que eu estou Longe de casa E nessas ilhas Cheias de distância O meu blusão de couro Se estragou Oh! Oh! Oh! Ouvi dizer num papo Da rapaziada Que aquele amigo Que embarcou comigo Cheio de esperança e fé Já se mandou Oh! Oh! Oh! Sentado à beira do caminho Pra pedir carona Tenho

Belchior

Mucuripe

As velas do Mucuripe Vão sair para pescar Vou mandar as minhas mágoas Pras águas fundas do mar Hoje à noite namorar Sem ter medo da saudade Sem vontade de casar As velas do Mucuripe Vão sair para pescar Vou mandar as minhas mágoas Pras águas fundas do mar Hoje à noite

Belchior

Fotografia 3X4

Eu me lembro muito bem do dia que eu cheguei Jovem que desce do Norte pra cidade grande Os pés cansados e feridos de andar légua tirana De lágrimas nos olhos de ler o Pessoa E de ver o verde da cana Em cada esquina que

Belchior

Não Leve Flores

Não cante vitória muito cedo, não Nem leve flores para a cova do inimigo Que as lágrimas do jovem São fortes como um segredo Podem fazer renascer um mal antigo Tudo poderia ter mudado, sim Pelo trabalho que fizemos - tu e eu Mas o dinheiro é cruel E

Belchior

Como Nossos Pais

Não quero lhe falar Meu grande amor Das coisas que aprendi Nos discos Quero lhe contar como eu vivi E tudo o que aconteceu comigo Viver é melhor que sonhar Eu sei que o amor É uma coisa boa Mas também sei Que qualquer canto É menor do que a vida De qualquer

Belchior

Paralelas

Dentro do carro Sobre o trevo A cem por hora, ó meu amor Só tens agora os carinhos do motor E no escritório em que eu trabalho e fico rico, quanto mais eu multiplico Diminui o meu amor Em cada luz de mercúrio vejo a luz do teu olhar Passas