Menu

Bruno e Marrone - Letras e Músicas

Bruno e Marrone

Boate Azul

Doente de amor, procurei remédio na vida noturna Com a flor da noite em uma boate aqui na zona sul A dor do amor é com outro amor que a gente cura Vim curar a dor desse mal de amor na boate azul E quando

Bruno e Marrone

Choram As Rosas

Choram as rosas Seu perfume agora Se transforma em lágrimas Eu me sinto tão perdido Choram as rosas Chora minh'alma Como um pássaro De asas machucadas Nos meus sonhos Te procuro Chora minh'alma Lágrimas Que invadem meu coração Lágrimas Palavras da alma Lágrimas A pura linguagem do amor Choram as rosas Porque não quero estar aqui Sem seu perfume Porque já

Bruno e Marrone

Na Conta da Loucura

Gosto Das suas mãos atrevidas Desse seu olhar maldoso Das suas frases provocantes Desse jogo corpo a corpo Você é o defeito que eu gosto de ter Se for pra errar tem que ser com você Quero Sua cama passageira A sua temperatura Traz a loucura pro quarto Deixa a razão na

Bruno e Marrone

Ligação Urbana

Alô amor! Tô te ligando de um orelhão Tá um barulho, uma confusão Mas eu preciso tanto te falar Depois da seis Tô te esperando no mesmo lugar Pois estou louco pra te encontrar Pra outra noite de aventura Fui eu que fiz amor por brincadeira E acabei me apaixonando Meu

Bruno e Marrone

Vida Vazia

Depois que você foi embora A solidão entrou, trancou a porta E não me deixa mais... Eu já tentei sair Tentei fugir, não consegui Eu já não tenho paz... Até o meu sorriso é tão sem graça Não há nada que desfaça Essa tristeza em meu olhar... O que é

Bruno e Marrone

Agora (Ahora)

Agora fala que me ama Agora que não tem mais nada Diz que morre de amor por mim Agora, depois de ter chorado rios Depois de tanto ter sofrido Agora por fim, vai saber o que um dia eu vivi Como dizer que não Que nunca me fez

Bruno e Marrone

Dormi Na Praça

Eu caminhei sozinho pela rua Falei com as estrelas e com a lua Deitei no banco da praça, tentando te esquecer Adormeci e sonhei com você No sonho, você veio provocante Me deu um beijo doce e me abraçou E bem na hora "h", no ponto alto

Bruno e Marrone

Isso Cê Num Conta

Fala pra elas que o fim de semana foi o melhor da sua vida Que voltou a sorrir porque tava sem mim Faz elas acreditarem que era de dó que ainda tava comigo Que eu sempre fui um cara chato Que nem sabe como tava

Bruno e Marrone

Por Um Minuto

Todos os amantes já adormeceram E todas as palavras já se calaram Já não vive o mundo em que se perderam Nem as madrugadas em que se amaram Quero sentir, quero ouvir Seus passos de volta à minha porta Pra dizer que me amava quando estava longe E

Bruno e Marrone

Amor Não Vai Faltar

Me diz o que você quer que eu te faça Eu te faço amor Me diz o que você quer que eu te diga Eu te digo sim Me diz o que você quer que eu te dê E eu te dou, meu bem Tudo de mim Eu

Bruno e Marrone

Bijuteria

Quando a noite cai É que eu sinto a falta Que você me faz Saudade em quem não passa E nem me deixa em paz A sombra de um amor Que já brilhou demais... Você foi prá mim A coisa mais bonita Que me aconteceu Não pode imaginar Os sonhos que me

Bruno e Marrone

Juras de Amor

Eu pensei que fosse fácil esquecer Uma paixão Descobri como é difícil dominar O coração São lembranças e momentos tão marcantes Tão difíceis de apagar Coisas simples e não menos importantes Como posso não lembrar Do beijo na boca Do cheiro da pele Das juras de amor Que eram pra sempre Não quero

Bruno e Marrone

A Dama de Vermelho

Tu és a criatura mais linda Que os meus olhos já viram Tu tens a boca mais linda Que a minha boca beijou São meus os seus lábios Esses lábios Que os meus desejos mataram São minhas as suas mãos Essas mãos Que as minhas mãos afagaram Sou louco por ti Eu

Bruno e Marrone

Te Amar Foi Ilusão

Eu sei! Talvez eu tenha sufocado O teu sentimento Não consegui sintonizar Teu pensamento Saber o que você queria Arrancar de mim Me deixando assim... Não sei! Será que eu me enganei O tempo todo com o seu olhar? Apesar de tudo que vivi Eu me deixei levar Que ilusão foi te amar... Vai encontrar Alguém

Bruno e Marrone

Enquanto Eu Brindo Cê Chora

Pois é, mas que surpresa Cruzar com você depois de tanto tempo Na mesa ao lado sentada sozinha Sei que está me vendo O mais engraçado foi ver sua cara Tentando não chorar Desesperou quando percebeu alguém Aqui no seu lugar Pegou o telefone, fingiu estar falando Só pra disfarçar Bebendo

Bruno e Marrone

Agarrada Em Mim

Enquanto a cidade dorme Eu aqui me lembro Quanto tempo! Quanto tempo! A gente já não fica juntos Mais nenhum momento Quanto tempo! Quanto tempo! Eu sei que foi só uma transa Mas sua lembrança Me deixou assim Querendo ter você de novo Agarrada em mim Desculpe se eu Senti saudade Se me deu vontade Eu nao

Bruno e Marrone

Um Bom Perdedor

Sei que você pensa Em me deixar E eu não vou impedir Siga a sua estrela Em todo caso Eu digo que ficarei Aqui, nesse mesmo lugar Se quem vai pode um dia voltar Então esperarei... E quando alguém Conquistar o seu amor Não serei mais Quem hoje eu sou Acho que sei perder Acho

Bruno e Marrone

Se Não Tivesse Ido

E eu pensei que nunca ia te perder Mas tudo que vejo Faz lembrar você Espero outro dia, pra te ver aqui De um jeito tão carente, Sorriso transparente Se agarrando em mim A vida vai passando e tudo é tão igual Um pranto no meu rosto É feito um

Bruno e Marrone

Seu Amor Ainda É Tudo

Muito prazer em revê-la, você está bonita Muito elegante, mais jovem, tão cheia de vida Eu ainda falo de flores e declamo seu nome Mesmo os meus dedos me traem, discam o seu telefone É minha cara, eu mudei, minha cara Mas por dentro eu não

Bruno e Marrone

Fruto Especial

Gosto quando sua mão Vem passear no meu corpo Atrevida me assanha Me atiça, me arranha Me deixando quase louco Gosto quando seu olhar Quer te ver dentro do meu Minha pupila dilata Num segundo ela relata Que o meu amor é seu Só sei que você faz De um jeito assim Que