Menu

Cartola - Letras e Músicas

Cartola

O Mundo é Um Moinho

Ainda é cedo, amor Mal começaste a conhecer a vida Já anuncias a hora de partida Sem saber mesmo o rumo que irás tomar Preste atenção, querida Embora eu saiba que estás resolvida Em cada esquina cai um pouco a tua vida Em pouco tempo não serás mais

Cartola

Que Sejas Bem Feliz

Se bom pra você for Podes partir, amor E que seja feliz E muito bem feliz Que Deus e a natureza As aves nos seus ninhos As flores pela estrada Perfumem todos os caminhos Eu aqui ficarei Por você rezarei Todas as tardes Ao bater, Ave-Maria Que sejas bem feliz Mas leves-me na mente Que

Cartola

Preciso Me Encontrar

Deixe-me ir Preciso andar Vou por aí a procurar Rir pra não chorar Deixe-me ir Preciso andar Vou por aí a procurar Rir pra não chorar Quero assistir ao sol nascer Ver as águas dos rios correr Ouvir os pássaros cantar Eu quero nascer Quero viver Deixe-me ir Preciso andar Vou por aí a procurar Rir pra

Cartola

Disfarça E Chora

Chora, disfarça e chora Aproveita a voz do lamento Que já vem a aurora A pessoa que tanto queria Antes mesmo de raiar o dia Deixou o ensaio por outra Oh! triste senhora Disfarça e chora Todo o pranto tem hora E eu vejo seu pranto cair No momento mais certo Olhar,

Cartola

As Rosas Não Falam

Bate outra vez Com esperanças o meu coração Pois já vai terminando o verão Enfim Volto ao jardim Com a certeza que devo chorar Pois bem sei que não queres voltar Para mim Queixo-me às rosas Mas que bobagem As rosas não falam Simplesmente as rosas exalam O perfume que roubam de ti,

Cartola

Minha

Minha Quem disse que ela foi minha Se fosse seria a rainha Que sempre vinha Aos sonhos meus Minha Ela não foi um só instante como mentiam as cartomantes como eram falsas as bolas de cristal Minha Repete agora esta cigana Lembrando fatos envelhecidos que já não ferem mais os meus ouvidos

Cartola

Corra e olhe o céu

Linda! Te sinto mais bela Te fico na espera Me sinto tão só Mas O tempo que passa Em dor maior Bem maior Linda! No que se apresenta O triste se ausenta Fez-se a alegria Corra e olhe o céu Que o sol vem trazer Bom dia Corra e olhe o céu Que o sol vem trazer Bom

Cartola

Cordas de Aço

Ah, essas cordas de aço Este minúsculo brado Do violão que os dedos meus acariciam Ah, este bojo perfeito Que trago junto ao meu peito Só você violão Compreende porque perdi toda alegria E no entanto meu pinho Pode crer, eu adivinho Aquela mulher Até hoje está nos esperando Solte o teu

Cartola

A Sorrir

A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida Fim da tempestade O sol nascerá Finda esta saudade Hei de ter outro alguém para amar A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida

Cartola

Alegria

Alegria, Era o que faltava em mim, Uma esperança vaga, Eu já encontrei, Pelos carinhos que me faz, Me deixa em paz, Não te quero ver, Para nunca mais. Eu sei, Que teus beijos e abraços, Tudo isso não passa, De pura hipocrisia, Já que tu não és sincera, Eu vou te abandonar, Um dia.

Cartola

Peito Vazio

Nada consigo fazer Quando a saudade aperta Foge-me a inspiração Sinto a alma deserta Um vazio se faz em meu peito E de fato eu sinto Em meu peito um vazio Me faltando as tuas carícias As noites são longas E eu sinto mais frio. Procuro afogar no álcool A tua lembrança Mas

Cartola

Amor Proibido

Sabes que vou partir Com os olhos rasos d'água E o coração ferido Quando lembrar de ti Me lembrarei também Deste amor proibido Fácil demais Fui presa Servi de pasto Em tua mesa Mas fique certa que jamais Terás o meu amor Porque não tens pudor Faço tudo para evitar o mal Sou pelo mal

Cartola

O Sol Nascerá

A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida Finda a tempestade O sol nascerá Finda esta saudade Hei de ter outro alguém para amar A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida

Cartola

Senhora Tentação

Sinto abalada minha calma, Embriagada minha alma, Efeitos da tua sedução, Oh! Minha romântica senhora Tentação, Não deixes que eu venha a sucumbir, Neste vendaval de paixão. Jamais pensei em minha vida, Sentir tamanha emoção, Será que o amor por ironia, Move esta fantasia vestida de obsessão, A ti confesso que

Cartola

Alvorada

Alvorada lá no morro Que beleza Ninguém chora Não há tristeza Ninguém sente dissabor O sol colorindo é tão lindo É tão lindo E a natureza sorrindo Tingindo, tingindo A alvorada Você também me lembra a alvorada Quando chega iluminando Meus caminhos tão sem vida E o que me resta é bem pouco Ou quase

Cartola

Nós Dois

Está chegando o momento De irmos pro altar Nós dois Mas antes da cerimônia Devemos pensar em depois Terminam nossas aventuras Chega de tanta procura Nenhum de nós deve ter Mais alguma ilusão Devemos trocar idéias E mudarmos de idéias Nós dois E se assim procedermos Seremos felizes depois Nada mais nos interessa Sejamos indiferentes Só nós

Cartola

Acontece

Esquece nosso amor, vê se esquece Porque tudo no mundo, acontece E acontece que já não sei mais amar Vai chorar, vai sofrer E você não merece Mas isso acontece Acontece que meu coração ficou frio E o nosso ninho de amor está vazio Se eu ainda pudesse fingir

Cartola

Sim

Sim, Deve haver o perdão Para mim Senão nem sei qual será O meu fim Para ter uma companheira Até promessas fiz Consegui um grande amor Mas eu não fui feliz E com raiva para os céus Os braços levantei Blasfemei Hoje todos são contra mim Todos erram neste mundo Não há exceção Quando voltam a

Cartola

Tive, sim

Tive, sim Outro grande amor antes do teu Tive, sim O que ela sonhava eram os meus sonhos e assim Íamos vivendo em paz Nosso lar, em nosso lar sempre houve alegria Eu vivia tão contente Como contente ao teu lado estou Tive, sim Mas comparar com o teu amor

Cartola

Quem Me Vê Sorrindo

Quem me vê sorrindo pensa que estou alegre O meu sorriso é por consolação Porque sei conter para ninguém ver O pranto do meu coração O que eu sofri por esse amor, talvez Não compreendeste e se eu disser não crês Depois de derramado, ainda soluçando Tornei-me alegre,