Menu

Cazuza - Letras e Músicas

Cazuza

Exagerado

Amor da minha vida Daqui até a eternidade Nossos destinos Foram traçados na maternidade Paixão cruel, desenfreada Te trago mil rosas roubadas Pra desculpar minhas mentiras Minhas mancadas Exagerado Jogado aos teus pés Eu sou mesmo exagerado Adoro um amor inventado Eu nunca mais vou respirar Se você não me notar Eu posso até morrer

Cazuza

Blues da Piedade

Agora eu vou cantar pros miseráveis Que vagam pelo mundo derrotados Pra essas sementes mal plantadas Que já nascem com cara de abortadas Pras pessoas de alma bem pequena Remoendo pequenos problemas Querendo sempre aquilo que não têm Pra quem vê a luz Mas não ilumina suas minicertezas Vive contando

Cazuza

O Tempo Não Para

Disparo contra o sol Sou forte, sou por acaso Minha metralhadora cheia de mágoas Eu sou um cara Cansado de correr Na direção contrária Sem pódio de chegada ou beijo de namorada Eu sou mais um cara Mas se você achar Que eu tô derrotado Saiba que ainda estão rolando os

Cazuza

O Nosso Amor a Gente Inventa

O teu amor é uma mentira Que a minha vaidade quer E o meu, poesia de cego Você não pode ver Não pode ver que no meu mundo Um troço qualquer morreu Num corte lento e profundo Entre você e eu O nosso amor a gente inventa Pra se distrair E

Cazuza

Preciso Dizer Que Eu Te Amo

Quando a gente conversa Contando casos, besteiras Tanta coisa em comum Deixando escapar segredos E eu não sei em que hora dizer Me dá um medo, que medo É que eu preciso dizer que eu te amo Te ganhar ou perder sem engano Eu preciso dizer que eu te

Cazuza

Vida Louca Vida

Vida louca vida Vida breve Já que eu não posso te levar Quero que você me leve Vida louca vida Vida imensa Ninguém vai nos perdoar Nosso crime não compensa Quando ninguém olha quando você passa Você logo acha "Eu tô carente" "Eu sou manchete popular" Tô cansado de tanta babaquice, tanta

Cazuza

Todo o Amor Que Houver Nessa Vida

Eu quero a sorte de um amor tranquilo Com sabor de fruta mordida Nós na batida, no embalo da rede Matando a sede na saliva Ser teu pão, ser tua comida Todo amor que houver nessa vida E algum trocado pra dar garantia E ser artista no nosso

Cazuza

Bete Balanço

Pode seguir a tua estrela O teu brinquedo de star Fantasiando um segredo No ponto a onde quer chegar O teu futuro é duvidoso Eu vejo grana, eu vejo dor No paraíso perigoso Que a palma da tua mão mostrou Quem vem com tudo não cansa Bete balança, meu amor Me

Cazuza

Codinome Beija-Flor

Pra que mentir Fingir que perdoou Tentar ficar amigos sem rancor A emoção acabou Que coincidência é o amor A nossa música nunca mais tocou Pra que usar de tanta educação Pra destilar terceiras intenções Desperdiçando o meu mel Devagarzinho, flor em flor Entre os meus inimigos, beija-flor Eu protegi o teu

Cazuza

Pro Dia Nascer Feliz

Todo dia a insônia me convence que o céu Faz tudo ficar infinito E que a solidão é pretensão de quem fica Escondido fazendo fita Todo dia tem a hora da sessão coruja Só entende quem namora Agora vão bora Estamos meu bem por um triz Pro dia nascer

Cazuza

Brasil

Não me convidaram Pra esta festa pobre Que os homens armaram Pra me convencer A pagar sem ver Toda essa droga Que já vem malhada Antes de eu nascer Não me ofereceram Nem um cigarro Fiquei na porta Estacionando os carros Não me elegeram Chefe de nada O meu cartão de crédito É uma navalha Brasil! Mostra tua

Cazuza

Maior Abandonado

Eu tô perdido Sem pai nem mãe Bem na porta da tua casa Eu tô pedindo A tua mão E um pouquinho do braço Migalhas dormidas do teu pão Raspas e restos Me interessam Pequenas porções de ilusão Mentiras sinceras me interessam Me interessam, me interessam Eu tô pedindo A tua mão Me leve para

Cazuza

Dia dos Namorados (part. Ney Matogrosso)

Todo dia, em qualquer lugar Eu te encontro mesmo sem estar O amor da gente é pra reparar Nos recados que quem ama dá Se o planeta só quer rodar Nesse eixo que a gente está O amor da gente é pra se guardar Com cuidado pra ele

Cazuza

Quase Um Segundo

Eu queria ver no escuro do mundo Aonde está o que você quer Pra me transformar no que te agrada No que me faça ver Quais são as cores e as coisas pra te prender Eu tive um sonho ruim e acordei chorando Por isso eu te

Cazuza

Ideologia

Meu partido É um coração partido E as ilusões Estão todas perdidas Os meus sonhos Foram todos vendidos Tão barato que eu nem acredito Ah! Eu nem acredito Que aquele garoto Que ia mudar o mundo Mudar o mundo Frequenta agora As festas do Grand Monde Meus heróis Morreram de overdose Meus inimigos Estão no poder Ideologia! Eu quero

Cazuza

Poema

Eu hoje tive um pesadelo E levantei atento, a tempo Eu acordei com medo E procurei no escuro Alguém com o seu carinho E lembrei de um tempo Porque o passado me traz uma lembrança Do tempo que eu era criança E o medo era motivo de choro Desculpa pra

Cazuza

Dia Dos Namorados

Todo dia em qualquer lugar eu te encontro Mesmo sem estar O amor da gente é pra reparar Os recados que quem ama dá Hoje é o Dia dos Namorados Dos perdidos E dos achados Se o planeta só quer rodar Nesse eixo que a gente está O amor da

Cazuza

Por Que a Gente É Assim?

Mais uma dose? É claro que eu estou a fim A noite nunca tem fim Por que que a gente é assim? Agora fica comigo E vê se não desgruda de mim Vê se ao menos me engole Mas não me mastiga assim Canibais de nós mesmos Antes que a

Cazuza

Faz Parte do Meu Show

Te pego na escola e encho a tua bola Com todo o meu amor Te levo pra festa e testo o teu sexo Com ar de professor Faço promessas malucas Tão curtas quanto um sonho bom Se eu te escondo a verdade, baby É pra te proteger da

Cazuza

O Mundo É Um Moinho

Ainda é cedo, amor Mal começaste a conhecer a vida Já anuncias a hora da partida Sem saber mesmo o rumo que irás tomar Presta atenção, querida Embora eu saiba que estás resolvida Em cada esquina cai um pouco a tua vida Em pouco tempo não serás mais