Menu

Elza Soares - Letras e Músicas

Elza Soares

Maria da Vila Matilde

Cadê meu celular? Eu vou ligar pro 180 Vou entregar teu nome E explicar meu endereço Aqui você não entra mais Eu digo que não te conheço E jogo água fervendo Se você se aventurar Eu solto o cachorro E, apontando pra você Eu grito: péguix guix guix guix Eu quero ver Você

Elza Soares

Firmeza?!

(Eu não te vejo nunca mermão qualé? Firmeza) Beleza mano fica com Deus Quando der a gente se tromba firmeza?! Pena que corre é mil grau Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Beleza mano fica

Elza Soares

Mulher do Fim do Mundo

Meu choro não é nada além de carnaval É lágrima de samba na ponta dos pés A multidão avança como vendaval Me joga na avenida que não sei qualé Pirata e super homem cantam o calor Um peixe amarelo beija minha mão As asas de um anjo

Elza Soares

Benedita

Benedito não foi encontrado Deu perdido pra tudo que é lado Esse nego que quebra o quebranto Filho certo de tudo que é santo Benedito e uma fera ferida Traz na carne uma bala perdida Uma bala de prata guardada Pro meganha incauto, arremata Arremata, arremata, arremata Ele que surge

Elza Soares

A Carne

A carne mais barata do mercado é a carne negra A carne mais barata do mercado é a carne negra A carne mais barata do mercado é a carne negra A carne mais barata do mercado é a carne negra A carne mais barata do

Elza Soares

Dura na queda

Perdida Na avenida Canta seu enredo Fora do carnaval Perdeu a saia Perdeu o emprego Desfila natural Esquinas Mil buzinas Imagina orquestras Samba no chafariz Viva a folia A dor não presta Felicidade, sim O sol ensolará e estrada dela A lua alumiará o mar A vida é bela O sol, estrada amarela E as ondas, as ondas, as

Elza Soares

Espumas Ao Vento

Sei que ai dentro ainda mora Um pedaço de mim Um grande amor não se acaba assim Feito espumas ao vento Não é coisa de momento Raiva passageira Mania que dá e passa Feito brincadeira O amor deixa marcas que não dá para apagar Sei que errei, estou aqui Pra te

Elza Soares

O Que Vem De Baixo Não Me Atinge

Eu já pastei, eu me virei Só pra chegar onde eu cheguei Por isso agora, estou na hora De dar um click em quem pisar no que plantei O que vem de baixo não me atinge Eu entrego a Deus quem de bom se finge Você chegou

Elza Soares

Eu Bebo Sim

Eu bebo sim Eu tô vivendo Tem gente que não bebe E tá morrendo Eu bebo sim Eu tô vivendo Tem gente que não bebe E tá morrendo Tem gente que já tá com o pé na cova Não bebeu e isso prova Que a bebida não faz mal Um

Elza Soares

Dança

Daria a minha vida a quem me desse o tempo Soprava nesse vento a minha despedida Debaixo dessa terra não me interessa o movimento Debaixo do cimento não tenho pressa Não há quem queira dançar Mas se eu me levantar ninguém irá saber E o que me

Elza Soares

Pra Fuder

Olho pro meu corpo sinto a lava escorrer Vejo o próprio fogo não há força pra deter Me derreto tonta, toda pele vai arder O meu peito em chamas solta a fera pra correr Olho pro meu corpo sinto a lava escorrer Vejo o próprio fogo

Elza Soares

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro Teu perfume, teu tempero É o azul do mar O teu olhar coral A água viva de sal espraiada No teu corpo de luz Esse poder que Deus deu Quando o Rio se lamenta Uma onda arrebenta Sensual E traz de lá Sereia Liberta da teia das redes pra encantar E

Elza Soares

Se Acaso Você Chegasse

Se acaso você chegasse No meu chateau e encontrasse Aquela mulher que você gostou Será que tinha coragem De trocar nossa amizade Por ela que já lhe abandonou? Eu falo porque essa dona Já mora no meu barraco À beira de um regato E de um bosque em flor De dia

Elza Soares

Flores Horizontais

Flores Horizontais, flores da vida flores brancas de papel, da vida rubra de bordel, flores da vida afogadas nas janelas do luar carbonizadas de remédios, tapas, pontapés, escuras flores puras, putas, suicidas, sentimentais. Flores horizontais. Que rezais? 2X Com Deus me deito. Com Deus me levanto. 2X

Elza Soares

Coração do Mar

Coração do mar É terra que ninguém conhece Permanece ao largo E contém o próprio mundo Como hospedeiro Tem por nome "Se eu tivesse um amor" Tem por nome "Se eu tivesse um amor" Tem por nome "Se eu tivesse um amor" Tem por nome "Se eu tivesse um

Elza Soares

Fadas

Devo de ir, fadas Inseto voa cego e sem direção Eu bem te vi, nada Ou fada borboleta, ou fada canção As ilusões fartas A fada com varinha virei condão Rabo de pipa, olho de vidro Pra suportar uma costela de Adão Um toque de sonhar sozinho Te leva a

Elza Soares

Luz Vermelha

Telhado agora é porão tira de cima de mim esse pedaço de pedra Me dá um abraço que o chão se abriu debaixo de nós e até o coxo tropeça Bem que o palhaço falou que o laço vai se fechar e o

Elza Soares

Dor de Cotovelo

O ciúme dói nos cotovelos, na raiz dos cabelos, gela a sola dos pés. Faz os músculos ficarem moles, e o estômago vão e sem fome. Dói da flor da pele ao pó do osso. Rói do cóccix até o pescoço Acende uma luz branca em seu umbigo, Você

Elza Soares

Malandro

Lá laiá laiá laiá laiá laiá laiá laiá (2x) Malandro Eu ando querendo falar com você Você tá sabendo que zeca morreu Por causa de brigas que teve com a lei Malandro Eu sei que você nem se liga no fato De ser capoeira muleque mulato Perdido no mundo

Elza Soares

Façamos

Os cidadãos no Japão, fazem Lá na China um bilhão, fazem Façamos, vamos amar Os espanhóis, os lapões, fazem Lituanos e letões, fazem Façamos, vamos amar Os alemães em Berlim, fazem E também lá em Bonn Em Bombaim, fazem Os hindus acham bom Nisseis, nikeis e sanseis, fazem Lá em São Francisco