Menu

MPB - Letras e Músicas

Ana Vilela

Trem Bala

Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si É sobre saber que em algum lugar, alguém zela por ti É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre

Ana Carolina

Só de Sacanagem

Meu coração está aos pulos! Quantas vezes minha esperança será posta à prova? Por quantas provas terá ela que passar? Tudo isso que está aí no ar: malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro, do nosso dinheiro que reservamos duramente pra

Adriana Calcanhotto

Negros

O sol desbota as cores O sol dá cor aos negros O sol bate nos cheiros O sol faz se deslocarem as sombras A chuva cai sobre os telhados Sobre as telhas E dá sentido as goteiras A chuva faz viverem as poças E os negros recolhem as roupas A

Caetano Veloso

Força Estranha

Eu vi um menino correndo Eu vi o tempo brincando ao redor Do caminho daquele menino Eu pus os meus pés no riacho E acho que nunca os tirei O sol ainda brilha na estrada e eu nunca passei Eu vi a mulher preparando outra pessoa O tempo

Carlos Drummond de Andrade

Amar

Que pode uma criatura senão, Entre criaturas, amar? Amar e esquecer, amar e malamar, Amar, desamar, amar? Sempre, e até de olhos vidrados, amar? Que pode, pergunto, o ser amoroso, Sozinho, em rotação universal, senão Rodar também, e amar? Amar o que o mar traz à praia, O que ele

Djavan

Açaí

Solidão de manhã Poeira tomando assento Rajada de vento Som de assombração Coração Sangrando toda palavra sã A paixão puro afã Místico clã de sereia Castelo de areia Ira de tubarão, ilusão O sol brilha por si Açaí, guardiã Zum de besouro um ímã Branca é a tez da manhã Açaí, guardiã Zum de besouro um

Elba Ramalho

Ai Que Saudade de Ocê

Não se admire se um dia Um beija-flor invadir A porta da tua casa Te der um beijo e partir Fui eu que mandei o beijo Que é pra matar meu desejo Faz tempo que eu não te vejo Ai que saudade de ocê Se um dia ocê se

Fagner

Dezembros

Nunca mais a natureza da manhã E a beleza no artifício da cidade Num edifício sem janelas, desenhei os olhos dela Entre vestígios de bala e a luz da televisão Os meus olhos tem a fome do horizonte Sua face é um espelho sem promessas Por dezembros atravesso Oceanos e desertos Vendo

Fafá de Belém

Chama Verequete/ Ogum Balailê/ Xô,Peru/ Sereia do mar

Chama Verequete, ê, ê, ê, ê Chama Verequete, ô,ô,ô,ô Chama Verequete, ruuum Chama Verequete, Oh! Verê Oi chama Verequete, Oh! Verê Ogum Balailê, pelejar, pelejar Ogum, Ogum, tatára com Deus Guerreiro Ogum tatára com Deus Papai Ogum, tatára com Deus Ogum, Ogum. O peru ta pulando, xô peru Ora pula peru, xô

Gonzaguinha

É

É! A gente quer valer o nosso amor A gente quer valer nosso suor A gente quer valer o nosso humor A gente quer do bom e do melhor... A gente quer carinho e atenção A gente quer calor no coração A gente quer suar, mas de prazer A

Geraldo Azevedo

Paula e Bebeto

É vida vida amor brincadeira a vera Eles se amaram de qualquer maneira a vera Qualquer maneira de amor vale a pena Qualquer maneira de amor vale a pena Pena que pena que coisa bonita diga Qual a palavra que nunca foi dita antes Qualquer maneira de

Gabriel Elias

Aviso

Já faz um tempo que eu to te esperando E te acompanhando com o meu olhar É que cê não sai do meu pensamento E nem por um momento, eu paro de pensar E com você, sei que o role é certo E ter você por

Isabella Taviani

Diga Sim Pra Mim

Eu pensei em comprar algumas flores Só pra chamar mais atenção Eu sei, já não há mais razão pra solidão Meu bem, eu tô pedindo a sua mão Então case-se comigo numa noite de luar Ou na manhã de um domingo à beira mar Diga sim pra

Itamar Assumpção

Leonor

Devagar com esse andor Leonor Casamento é muito caro Sou compositor, cantor, também sou autor Falo mais de flor que dor, Leonor Mas não sou Roberto Carlos Não tenho carro de boi, Leonor Nem outro tipo de carro Meu cachê é um horror, Leonor Não sobra nem pro cigarro Não

Jorge Ben Jor

Menina Mulher Da Pele Preta

Essa menina mulher da pele preta, Dos olhos azuis, do sorriso branco Não está me deixando dormir sossegado. Será que ela não sabe que eu fico acordado. Pensando nela todo dia, toda hora Passando pela minha janela todo dia, toda hora Sabendo que eu fico a olhar com

João Bosco

Bijuterias

Em setembro Se Vênus me ajudar Virá alguém Eu sou de virgem E só de imaginar Me dá vertigem Minha pedra é ametista Minha cor, o amarelo Mas sou sincero Necessito ir urgente ao dentista Tenho alma de artista E tremores nas mãos Ao meu bem mostrarei No coração. Um sopro e uma ilusão Eu

Luiz Gonzaga

Sabiá

A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu) Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu, Psiu) Tendo um coração vazio Vivo assim a dar psiu Sabiá, vem cá também (Psiu, Psiu, Psiu) A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu) Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu,

Leoni

Só Pro Meu Prazer

Não fala nada Deixa tudo assim por mim Eu não me importo Se nós não somos bem assim É tudo real nas minhas mentiras E assim não faz mal E assim não me faz mal não Noite e dia se completam O nosso amor e ódio eterno Eu te imagino,

Marisa Monte

Dança da Solidão

Solidão é lava Que cobre tudo Amargura em minha boca Sorri seus dentes de chumbo... Solidão, palavra Cavada no coração Resignado e mudo No compasso da desilusão... Viu! Desilusão, desilusão Danço eu, dança você Na dança da solidão...(2x) Camélia ficou viúva, Joana se apaixonou, Maria tentou a morte, Por causa do seu amor... Meu pai sempre me

Maria Bethânia

Reconvexo

Eu sou a chuva que lança a areia do Saara Sobre os automóveis de Roma Eu sou a sereia que dança, a destemida Iara Água e folha da Amazônia Eu sou a sombra da voz da matriarca da Roma Negra Você não me pega, você nem

Maria Gadú

Oração Ao Tempo

És um senhor tão bonito Quanto a cara do meu filho Tempo tempo tempo tempo Vou te fazer um pedido Tempo tempo tempo tempo Compositor de destinos Tambor de todos os rítmos Tempo tempo tempo tempo Entro num acordo contigo Tempo tempo tempo tempo Por seres tão inventivo E pareceres contínuo Tempo tempo

Nelson Gonçalves

Meu Vício É Você

Boneca de trapo, pedaço da vida Que vive perdida no mundo a rolar Farrapo de gente, que inconsciente Peca só por prazer; vive para pecar Boneca, eu te quero com todo o pecado Com todos os vícios; com tudo afinal Eu quero esse corpo que a plebe

Nelsinho Corrêa

Saudade

Só se tem saudade do que é bom Se chorei de saudade não foi por fraqueza Foi porque eu amei E se eu amei, quem vai me condenar? Se eu chorei, quem vai me criticar? Só quem não amou, quem não chorou Quem se esqueceu que é

Nana Caymmi

A Noite do Meu Bem

Hoje eu quero a rosa mais linda que houver E a primeira estrela que vier Para enfeitar a noite do meu bem Hoje eu quero paz de criança dormindo E o abandono de flores se abrindo Para enfeitar a noite do meu bem Quero a alegria de

Paulinho Moska

Quantas Vidas Você Tem?

Meu amor Vamos falar sobre o passado depois Porque o futuro está esperando Por nós dois Por favor Deixe meu último pedido pra trás E não volte pra ele nunca Nunca mais Porque ao longo desses meses Que eu estive sem você Eu fiz de tudo pra tentar te esquecer Eu já

Quarteto em CY

Samba pra Vinícius

Poeta, meu poeta camarada Poeta da pesada, Do pagode e do perdão Perdoa essa canção improvisada Em tua inspiração De todo o coração, Da moça e do violão, do fundo, Poeta, poetinha vagabundo Quem dera todo mundo fosse assim feito você Que a vida não gosta de esperar A vida é

Rita Lee

Cor de Rosa Choque

Nas duas faces de Eva A bela e a fera Um certo sorriso De quem nada quer... Sexo frágil Não foge à luta E nem só de cama Vive a mulher... Por isso não provoque É Cor de Rosa Choque Oh! Oh! Oh! Oh! Oh! Não provoque! É Cor de Rosa Choque Não provoque! É

Tim Maia

Azul da Cor do Mar

Ah! Se o mundo inteiro me pudesse ouvir Tenho muito pra contar, dizer que aprendi E na vida a gente tem que entender Que um nasce pra sofrer enquanto o outro ri Mas quem sofre sempre tem que procurar Pelo menos vir achar razão para viver Ver

Toquinho

Acuarela

En los mapas del cielo el sol siempre es amarillo Y la lluvia o las nubes no pueden velar tanto brillo. Ni los árboles nunca podrán ocultar el camino De su luz hacia el bosque profundo de nuestro destino. Esa hierba tan verde se ve

Tribalistas

Um a Um

Eu não quero ganhar Eu quero chegar junto Sem perder Eu quero um a um Com você No fundo não vê Que eu só quero dar prazer Me ensina a fazer Canção com você Em dois Corpo a corpo me perder Ganhar Você Muito além do tempo regulamentar Esse jogo não vai acabar É bom de

Vanessa da Mata

História de Uma Gata

Me alimentaram Me acariciaram Me aliciaram Me acostumaram O meu mundo era o apartamento Detefon, almofada e trato Todo dia filé-mignon Ou mesmo um bom filé... de gato Me diziam todo momento Fique em casa, não tome vento Mas é duro ficar na sua Quando à luz da lua Tantos gatos pela rua Toda

Vanessa Rangel

Por Toda Vida Agora

Um dia desses você vem Vai chegar assim sem me notar Sem presa Sem querer ficar Mas tudo pode acontecer Uma febre, um fogo de acender Sei lá Se eu pudesse Ter uma chance Ter um romance Por toda vida agora Vem me dizer Qual o seu rosto Qual o seu gosto Não vou ficar

Wilson Simonal

Está Chegando A Hora

Quem parte leva saudade de alguém, que fica chorando de dor Por isso, não quero lembrar quando partiu meu grande amor Quem parte leva saudade de alguém, que fica chorando de dor Por isso, não quero lembrar quando partiu meu grande amor Ai ai ai ai, tá chegando a hora O dia

Walter Franco

Mame D’agua

Yeah eu Yeah eu te amo Yeah eu te amo muito Yeah eu te amo muito mas Yeah eu te amo muito mas agora Yeah eu te amo muito mas agora é tarde Yeah eu te amo muito mas agora é tarde eu vou Yeah eu te amo

Zeca Baleiro

Bicho de Sete Cabeças

Não dá pé Não tem pé, nem cabeça Não tem ninguém que mereça Não tem coração que esqueça Não tem jeito mesmo Não tem dó no peito Não tem nem talvez ter feito O que você me fez desapareça Cresça e desapareça... Não tem dó no peito Não tem jeito Não tem

Zélia Duncan

Telhados de Paris

Venta, ali se vê Aonde o arvoredo inventa um ballet Enquanto invento aqui pra mim Um silêncio sem fim Deixando a rima assim Sem mágoas, sem nada Só uma janela em cruz E uma paisagem tão comum Telhados de Paris Em casas velhas, mudas Em blocos que o engano fez aqui Mas

Zé Geraldo

Aprendendo a Viver

O gesto que agradece o dado O ato que engradece o fato A luz que guia o meu sapato O passo é um laço As grandes pedras do caminho A sensação de embaraço A intimidade de um abraço O pacto O rapto As coisas do mundo Vão se traduzindo E o tempo é

5 à Seco

Deixe Estar

Nunca vi chorar tanto por alguém Que não te quis, deixe estar Que ele vai voltar, louco pra te ver Então verá, que você cresceu E apareceu em seu lugar E hoje está louca pra sair Sem saber que horas vai voltar (coro) Eu quero mais é te ver

14 Bis

Todos Nós

Na calma de uma lua no Xingu Debaixo do mistério do Equador A história que um cacique me contou. Sozinho numa rua de Paris O brilho aventureiro de um olhar Espíritos ciganos todos nós. O sol em Nova Délhi de manhã É o mesmo que ilumina Amsterdã E brilha

Alceu Valença

Ai Que Saudade D’ocê

Não se admire se um dia Um beija flor invadir a porta da tua casa Te der um beijo e partir Foi eu que mandei um beijo Que é pra matar meu desejo Faz tempo que não te vejo Ai que saudade d'ocê Se um dia ocê se

Ana Carolina

Dois Bicudos

Quando eu te vi andava tão desprevenido Que nem ouvi tocar o alarme de perigo E você foi me conquistando devagar Quando notei já não tinha como recuar E foi assim que nos juntamos distraídos Que no começo tudo é muito divertido Mas sempre tinha um amigo

Belchior

Paralelas

Dentro do carro Sobre o trevo A cem por hora, ó meu amor Só tens agora os carinhos do motor E no escritório em que eu trabalho e fico rico, quanto mais eu multiplico Diminui o meu amor Em cada luz de mercúrio vejo a luz do teu olhar Passas

Chico Buarque

Cálice

Pai, afasta de mim esse cálice Pai, afasta de mim esse cálice Pai, afasta de mim esse cálice De vinho tinto de sangue Pai, afasta de mim esse cálice Pai, afasta de mim esse cálice Pai, afasta de mim esse cálice De vinho tinto de sangue Como beber dessa

Carlos Drummond de Andrade

Mundo Grande

Não, meu coração não é maior que o mundo. É muito menor. Nele não cabem nem as minhas dores. Por isso gosto tanto de me contar. Por isso me dispo, por isso me grito, por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias: preciso de todos. Sim, meu

Elis Regina

Fascinação

Os sonhos mais lindos sonhei De quimeras mil um castelo ergui E no teu olhar, tonto de emoção Com sofreguidão mil venturas previ O teu corpo é luz, sedução Poema divino cheio de esplendor Teu sorriso prende, inebria e entontece És fascinação, amor Os sonhos mais lindos sonhei De quimeras

Elba Ramalho

Toque de Fole

Toque sanfoneiro Um forró bem animado Com cadência de xaxado Da poeira levantar Toque sanfoneiro As mulheres estão visando O fole frouxo tocando Castigando a nota lá Toque sanfoneiro Mostre que é velho macho Capricho nos oito baixos Até o dia clarear Toque sanfoneiro Toque porque A gente quer se esbaldar Toque sanfoneiro Toque porque A gente quer

Flávio Venturini

Sol de Primavera

Quando entrar setembro E a boa nova andar nos campos Quero ver brotar o perdão Onde a gente plantou Juntos outra vez... Já sonhamos juntos Semeando as canções no vento Quero ver crescer nossa voz No que falta sonhar... Já choramos muito Muitos se perderam no caminho Mesmo assim não custa inventar Uma

Gilberto Gil

Aquele Abraço

O Rio de Janeiro continua lindo O Rio de Janeiro continua sendo O Rio de Janeiro, fevereiro e março Alô, alô, Realengo Aquele abraço! Alô torcida do Flamengo Aquele abraço Chacrinha continua Balançando a pança E buzinando a moça E comandando a massa E continua dando As ordens no terreiro Alô, alô, seu Chacrinha Velho

Gonzaguinha

Espere Por Mim, Morena

Espere por mim, morena, Espere que eu chego já O amor por você morena Faz a saudade me apressar. Espere por mim, morena, Espere que eu chego já O amor por você, morena, Faz a saudade me apressar. Tire um sono na rede Deixa a porta encostada Que o vento da

Geraldo Vandré

Vou Caminhando

Vou caminhando Sorrindo, cantando Meu canto e meu riso Não são pra enganar Quem vem comigo Bem sabe o que digo Que há muito motivo Pra gente chorar Mas se lastimar De nada vai valer Já vi mãe chorar Criança não crescer Um menino que morreu Um pai que em vão padeceu Pela vida vou

Gabriel Elias

Isso Fazia Parte?

Calma! É o que eu te peço agora Me escuta Por favor, não chora Menina, Eu gosto tanto de você Fácil, sei que o amor não é Mas, juro que se você quiser Menina, Enfrento tudo por você E eu que não sei mais Se isso fazia parte Mas me parte te ver

Isabella Taviani

Estrategista

Eu não sei por quanto tempo ainda vai durar Esse temporal a me inundar Mas sei bem o preço que você vai pagar Por ter me feito na mentira acreditar Você podia ter se deitado com quem quisesse Podia ter amado bem quem lhe conviesse Mas sabia

Jorge Vercillo

Que Nem Maré

Faz um tempão Que eu não dou trégua Ao meu coração É você o meu lugar Quando tudo Por um fio está Nada vai me fazer Desistir do amor Nada vai me fazer Desistir de voltar Todo dia pro seu calor Nada vai me levar do amor Nada vai me fazer Desistir do amor Nada

Jorge Ben Jor

Zumbi

Angola Congo Benguela Monjolo Cabinda Mina Quiloa Rebolo Aqui onde estão os homens Há um grande leilão Dizem que nele há Um princesa à venda Que veio junto com seus súditos Acorrentados em carros de boi Eu quero ver Eu quero ver Eu quero ver Angola Congo Benguela Monjolo Cabinda Mina Quiloa Rebolo Aqui onde estão

Kleiton e Kledir

Nuvem Passageira

Eu sou nuvem passageira, Que com o vento se vai, Eu sou como um cristal bonito Que se quebra quando cai. Não adianta escrever meu nome n'uma pedra, Pois essa pedra em pó vai se transformar, Você não vê que a vida corre contra o tempo Sou um

Luiz Gonzaga

Assum Preto

Tudo em vorta é só beleza Sol de Abril e a mata em frô Mas Assum Preto, cego dos óio Num vendo a luz, ai, canta de dor Mas Assum Preto, cego dos óio Num vendo a luz, ai, canta de dor Tarvez por ignorança Ou mardade das

Leoni

Quem, Além de Você?

Foi só um sorriso e foi por amor Nenhuma ironia, não foi por mal Foi quase uma senha pra te tocar Nem foi um sorriso, foi um sinal Por trás das palavras, da raiva de tudo Sorri pra tentar chegar em você Foi como fugir pra nos

Milton Nascimento

Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor

Cheguei a tempo de te ver acordar Eu vim correndo à frente do sol Abri a porta e antes de entrar Revi a vida inteira Pensei em tudo que é possível falar Que sirva apenas para nós dois Sinais de bem, desejos vitais Pequenos fragmentos de luz Falar da

Maria Bethânia

Debaixo D’agua

Debaixo d'água tudo era mais bonito Mais azul, mais colorido Só faltava respirar Mas tinha que respirar Debaixo d'água se formando como um feto Sereno, confortável, amado, completo Sem chão, sem teto, sem contato com o ar Mas tinha que respirar Todo dia Todo dia, todo dia Todo dia Todo dia, todo

Ney Matogrosso

Trenzinho do Caipira

Lá vai o trem com o menino Lá vai a vida a rodar Lá vai ciranda e destino Cidade e noite a girar Lá vai o trem sem destino pro dia novo encontrar Correndo vai pela terra vai pela serra, vai pelo mar Cantando pela serra ao luar Correndo entre

Os Novos Baianos

Mistério do Planeta

Vou mostrando como sou E vou sendo como posso Jogando meu corpo no mundo Andando por todos os cantos E pela lei natural dos encontros Eu deixo e recebo um tanto E passo aos olhos nus Ou vestidos de lunetas Passado, presente Participo sendo o mistério do planeta O tríplice mistério

Nelsinho Corrêa

Amigo Certo

Eu quero estar em tua vida Cuidar de ti e te dar todo o meu amor Compartilhar contigo do teu dia a dia Viver contigo participar da tua alegria Vou consolar na tristeza a na dor E transformar todo o seu interior Se tu estás árido como

Oswaldo Montenegro

Lua e Flor

Eu amava Como amava algum cantor De qualquer clichê De cabaré, de lua e flor Eu sonhava como a feia Na vitrine Como carta Que se assina em vão Eu amava Como amava um sonhador Sem saber porquê E amava ter no coração A certeza ventilada de poesia De que o dia, amanhece não Eu

Paulinho Moska

Admito que Perdi

Se você não suporta mais tanta realidade Se tudo tanto faz, nada tem finalidade Então pra quê viver comigo? Eu não vou ficar pra ver nossa ponte incendiada Nossa igreja destruída, nossa estrada rachada Pela grande explosão que pode acontecer no nosso abrigo Olhei pro amanhã e

Roberta Campos

Varrendo a Lua

Você me deu, me deu a paz e fez de mim um sonho um sonho a mais Você partiu o sonho em dois e fez do amor tudo um sonho de nós E eu que não queria mentir passei então a sorrir do seu lado e eu que sempre

Seu Jorge

Felicidade

Felicidade É viver na sua companhia Felicidade É estar contigo todo dia Felicidade É sentir o cheiro dessa flor Felicidade É saber que eu tenho seu amor Felicidade É saber de verdade Que a gente sente saudade Quando não consegue se ver Felicidade É acordar ao seu lado Tomar um café reforçado Depois sair para correr

Tim Maia

Bom Senso

Já virei calçada maltratada E na virada quase nada Me restou a curtição Já rodei o mundo quase mudo No entanto num segundo Este livro veio à mão Já senti saudade Já fiz muita coisa errada Já pedi ajuda Já dormi na rua Mas lendo atingi o bom senso Mas lendo atingi

Tiê

Piscar o Olho

Foi só piscar o olho E eu me apaixonei enfim No meio da fumaça Ele também gostou de mim O tempo foi passando E o nosso amor saiu do chão E eu fiquei tão grande E mastiguei meu coração Dessa vez não tive medo Mesmo assim não disse "sim" Percebi o

Tribalistas

O Seu Olhar

O seu olhar lá fora, O seu olhar no céu, O seu olhar demora, O seu olhar no meu, O seu olhar, seu olhar melhora, melhora o meu. Onde a brasa mora e devora o breu Como a chuva molha o que se escondeu. O seu olhar, seu

Vander Lee

Marcha Exército (part. Vanilda Bordieri)

Sinto algo diferente aqui neste lugar Já posso até imaginar o que é É o santo, todo poderoso Que passeia no meio do templo E veio aqui para nos proteger Somos uma arma poderosa e ele vai usar Nos reveste de autoridade E enche de poder E nos diz:

Vitor Ramil

Deixando o Pago

Alcei a perna no pingo E saí sem rumo certo Olhei o pampa deserto E o céu fincado no chão Troquei as rédeas de mão Mudei o pala de braço E vi a lua no espaço Clareando todo o rincão E a trotezito no mais Fui aumentando a distância Deixar o

Wilson Simonal

Na Galha Do Cajueiro

Vou fazer minha queixa, Quando o meu papai chegar Mamãe não me deixa subir nesse galho Ela disse que eu caio E vou lhe dar trabalho Quando o meu papai, Quando o meu papai, Quando o meu papai chegar Corro pra ele e vou lhe contar, oh! Papai, mamãe não

Zé Ramalho

Garoto de Aluguel

Baby! Dê-me seu dinheiro Que eu quero viver Dê-me seu relógio Que eu quero saber Quanto tempo falta Para lhe esquecer Quanto vale um homem Para amar você Minha profissão É suja e vulgar Quero um pagamento Para me deitar E junto com você Estrangular meu riso Dê-me seu amor Que dele não preciso Oh! Oh! Oh! Oh! Ooooooh! Baby! Nossa relação Acaba-se

Zeca Baleiro

Comigo

Você vai comigo aonde eu for Você vai bem, se vem comigo Serei teu amigo e teu bem Fica bem, mas fica só comigo...(2x) Quando o sol se vai a lua amarela Fica colada no céu, cheio de estrela Se essa lua fosse minha Ninguém chegava perto dela A

Zizi Possi

Meu Amigo, Meu Herói

Oh meu amigo, meu herói Oh como dói saber que a ti também corrói A dor da solidão Oh meu amado, minha luz Descansa tua mão cansada sobre a minha Sobre a minha mão A força do universo não te deixará O lume das estrelas te alumiará Na casa

Zeca Afonso

Os Vampiros

No céu cinzento sob o astro mudo Batendo as asas pela noite calada Vêm em bandos com pés de veludo Chupar o sangue fresco da manada Se alguém se engana com seu ar sisudo E lhes franqueia as portas à chegada Eles comem tudo eles comem tudo Eles

5 à Seco

Fiat Lux

Vai num caminho de paz Males que vêm pra bem Nunca olhe pra trás Não se esqueça de mim E do que eu te falei Pois do pouco que sei o céu não deve desabar do nada A mente inquieta, a dor imensa Os olhos procurando por saídas

Alceu Valença

Voltei, Recife

Voltei, Recife Foi a saudade Que me trouxe pelo braço Quero ver novamente "Vassoura" Na rua abafando Tomar umas e outras E cair no passo Cadê "Toureiros"? Cadê "Bola de Ouro"? "As Pás", Os "lenhadores" O "Bloco Batutas de São José"? Quero sentir A embriaguês do frevo Que entra na cabeça Depois toma o corpo E

Adriana Calcanhotto

Oito Anos

Por que você é flamengo E meu pai botafogo? O que significa "impávido colosso"? Por que os ossos doem Enquanto a gente dorme? Por que os dentes caem? Por onde os filhos saem? Por que os dedos murcham Quando estou no banho? Por que as ruas enchem Quando está chovendo? Quanto é mil

Caetano Veloso

O Leãozinho

Gosto muito de te ver, leãozinho Caminhando sob o sol Gosto muito de você, leãozinho Para desentristecer, leãozinho O meu coração tão só Basta eu encontrar você no caminho Um filhote de leão, raio da manhã Arrastando o meu olhar como um ímã O meu coração é o sol,

Chico Buarque

Futuros Amantes

Não se afobe, não Que nada é pra já O amor não tem pressa Ele pode esperar em silêncio Num fundo de armário Na posta-restante Milênios, milênios no ar E quem sabe, então O Rio será Alguma cidade submersa Os escafandristas virão Explorar sua casa Seu quarto, suas coisas Sua alma, desvãos Sábios em vão Tentarão

Djavan

Sina

Pai e mãe, ouro de mina Coração, desejo e sina Tudo mais, pura rotina, jazz Tocarei seu nome pra poder falar de amor Minha princesa, art-nouveau Da natureza, tudo o mais Pura beleza, jazz A luz de um grande prazer É irremediável neon Quando o grito do prazer Açoitar o ar,

Elis Regina

Altos e Baixos

Foi, quem sabe, esse disco Esse risco de sombra em teus cílios Foi ou não meu poema no chão Ou talvez nossos filhos As sandálias de saltos tão altos O relógio batendo, o sol posto, o relógio As sandálias, e eu bantendo em teu rosto E a queda

Fagner

Revelação

Um dia vestido De saudade viva Faz ressuscitar Casas mal vividas Camas repartidas Faz se revelar Quando a gente tenta De toda maneira Dele se guardar Sentimento ilhado Morto, amordaçado Volta a incomodar

Fafá de Belém

Coração do Agreste

Regressar é reunir dois lados À dor do dia de partir Com seus fios enredados Na alegria de sentir Que a velha mágoa É moça temporã Seu belo noivo é o amanhã Eu voltei pra juntar pedaços De tanta coisa que passei Da infância abriu-se o laço Nas mãos do homem

Gilberto Gil

Estrela

Há de surgir Uma estrela no céu Cada vez que ocê sorrir Há de apagar Uma estrela no céu Cada vez que ocê chorar O contrário também Bem que pode acontecer De uma estrela brilhar Quando a lágrima cair Ou então De uma estrela cadente se jogar Só pra ver A flor do seu

Geraldo Azevedo

Sabiá

A todo mundo eu dou "Psiu" (Psiu! Psiu! Psiu!) Perguntando por meu bem (Psiu! Psiu! Psiu!) Tendo o coração vazio Vivo assim a dá "Psiu" Sabiá vem cá também... A todo mundo eu dou "Psiu" (Oh! Psiu!) Perguntando por meu bem (He! Psiu!) Tendo o coração vazio Vivo assim a dá "Psiu" Sabiá vem

Geraldo Vandré

Patria Amada Idolatrada Salve Salve

Se é pra dizer adeus Pra não te ver jamais Eu, que dos filhos teus Fui te querer demais No verso que hoje chora Pra te fazer capaz Da dor que me devora Quero dizer-te mais Que além de adeus agora Eu te prometo em paz Levar comigo afora O amor demais Amado

Ivan Lins

Começar De Novo

Começar de novo e contar comigo Vai valer a pena ter amanhecido Ter me rebelado, ter me debatido Ter me machucado, ter sobrevivido Ter virado a mesa, ter me conhecido Ter virado o barco, ter me socorrido Começar de novo e contar comigo Vai valer a pena ter

Itamar Assumpção

Tua Boca

A tua boca me dá água na boca Ai que vontade de grudar uma na outra E sugar bem devagar, gota por gota Beija-flor beijando a flor ou borboleta A tua boca me dá água na boca Que vontade de rasgar a nossa roupa Vamos pra qualquer lugar, praquela gruta Pra

Jorge Vercillo

Me Transformo Em Luar

Investir o tempo em você É um lucro absurdo de vida e prazer Cultivar o brilho em seu olhar É a coisa mais bela que eu posso querer Me transformo em luar Pra saber dos seus pensamentos na beira do mar Eu não penso em mais ninguém O

João Bosco

Mestre sala dos mares

Há muito tempo nas águas Da guanabara O dragão no mar reapareceu Na figura de um bravo Feiticeiro A quem a história Não esqueceu Conhecido como Navegante negro Tinha a dignidade de um Mestre-sala E ao acenar pelo mar Na alegria das regatas Foi saudado no porto Pelas mocinhas francesas Jovens polacas e por Batalhões de mulatas Rubras

Kleiton e Kledir

Boi Barroso

Eu sou lá de fora Eu vou-me embora Não sou daqui, eu sou lá de... Eu mandei fazer um laço Do couro do jacaré Pra laçar meu boi barroso Do cavalo pangaré Eu mandei fazer um laço Do couro da jacutinga Pra laçar meu boi barroso Lá no alto da... Eu vou-me

Lenine

Do It

Tá cansada, senta Se acredita, tenta Se tá frio, esquenta Se tá fora, entra Se pediu, aguenta Se pediu, aguenta Se sujou, cai fora Se dá pé, namora Tá doendo, chora Tá caindo, escora Não tá bom, melhora Não tá bom, melhora Se aperta, grite Se tá chato, agite Se não tem, credite Se foi falta,

Marisa Monte

Velha Infância

Você é assim Um sonho pra mim E quando eu não te vejo Eu penso em você Desde o amanhecer Até quando eu me deito Eu gosto de você E gosto de ficar com você Meu riso é tão feliz contigo O meu melhor amigo É o meu amor E a gente

Milton Nascimento

Clube da Esquina ll

Porque se chamava moço Também se chamava estrada Viagem de ventania Nem se lembra se olhou pra trás Ao primeiro passo, aço, aço Aço, aço, aço, aço, aço, aço Porque se chamavam homens Também se chamavam sonhos E sonhos não envelhecem Em meio a tantos gases lacrimogênios Ficam calmos, calmos Calmos, calmos,

Maria Gadú

Lanterna Dos Afogados

Quando tá escuro e ninguém te ouve Quando chega a noite e você pode chorar Há uma luz no túnel dos desesperados Há um cais de porto pra quem precisa chegar Eu tô na lanterna dos afogados Eu tô te esperando, vê se não vai demorar É

Ney Matogrosso

Noite Severina

Corre calma Severina noite De leve no lençol que te tateia a pele fina Pedras sonhando pó na mina Pedras sonhando com britadeiras Cada ser tem sonhos a sua maneira Cada ser tem sonhos a sua maneira Corre alta Severina noite No ronco da cidade uma janela assim

Os Novos Baianos

29 Beijos

Eu não quero, não quero mais "preocupations" comigo E nem de leve águas passadas, canto e recanto de lágrimas no meu coração Eu não quero não Espero, espero Espero lhe ver, lhe encontrar Tenho 29 beijos pra lhe dar Tenho 29 beijos pra lhe dar Tenho 29 beijos

Nana Caymmi

Onde Você Estiver

Onde você estiver não se esqueça de mim Com quem você estiver não se esqueça de mim Eu quero apenas estar no seu pensamento Por um momento pensar que você pensa em mim Onde você estiver não se esqueça de mim Mesmo que exista outro amor