Menu

Samba - Letras e Músicas

Alcione

Você Me Vira a Cabeça (Me Tira do Sério)

Você me vira a cabeça Me tira do sério Destrói os planos Que um dia eu fiz pra mim Me faz pensar Porque que a vida é assim Eu sempre vou e volto Pros teus braços Você não me quer De verdade No fundo eu sou Sua vaidade Eu vivo seguindo Teus passos Eu sempre

Beth Carvalho

Obrigada, Pelas Flores

Obrigada pelas rosas que me deste amor eu te agradeço com ternura e fervor não me esqueci, nem esquecerei jamais O buquê de flores, todas elas naturais Hoje faço a minha retribuição e te ofereço em troca esta canção inspirada em flores iguais às que eu recebi nunca esquecerei

Diogo Nogueira

Tim Tim Por Tim Tim

Paro tudo se você quiser ficar comigo Corro até perigo se for para ter você Juro que eu me curo por um pó de guaraná Se você quiser eu vou a pé até Belém do Pará Eu faço tudo pra ficar contigo Eu compro um sítio

Dorival Caymmi

Sábado em Copacabana

Depois de trabalhar toda a semana Meu sábado não vou desperdiçar Já fiz o meu programa pra esta noite E sei por onde começar Um bom lugar para encontrar: Copacabana Prá passear à beira-mar: Copacabana Depois num bar à meia-luz: Copacabana Eu esperei por essa noite uma semana Um

Fundo de Quintal

Facho de Esperança

Sorri pra mim Porque preciso enganar a dor Surpreender o mal interior Qualquer motivo pra me libertar Enxergar o facho verde da esperança A luz que há de iluminar Por onde eu tenho vontade de passar Ai quem me dera poder ter você Esquecer o passado cruel Ficaria tão feliz Seria

Katinguelê

No Compasso do Criador

Ao teu lado eu sou criança Nosso amor é feito um rio E a gente navegando nele Deságua dentro da paixão Nossos barcos são as nossas emoções Nosso amor é feito um vinho Destilando nos corações O nosso amor é infinito É tudo que a gente quiser Basta eu ser

Mumuzinho

Calma

Calma, se não você acorda toda vizinhança É que o cara aí do lado tem criança Você não vê que é muito tarde pra brigar? Quero entender porque você não se acalma Só cheguei tarde porque o carro deu problema Eu enguicei ali pertinho de Ipanema Meu

Quinteto em Branco e Preto

Acendeu A Vela

Acendeu a vela O samba já vai começar Ela é quem chama Que é viva a chama Pro povo cantar A fé que não cansa Mantém a esperança do nosso viver O samba da vela está esperando você Bis Venha pra cá pra cantar Venha pra cá pra se ver Numa só

Alcione

Mulher Ideal

Eu sou aquilo que sou, e se quiser me mudar Você vai se arrepender, pois foi assim que gostou Foi desse jeito que amou, além do bem e do mal Sou a mulher ideal Não adianta fugir, não adianta correr, Me procurar por ai, você não

Cartola

Corra e olhe o céu

Linda! Te sinto mais bela Te fico na espera Me sinto tão só Mas O tempo que passa Em dor maior Bem maior Linda! No que se apresenta O triste se ausenta Fez-se a alegria Corra e olhe o céu Que o sol vem trazer Bom dia Corra e olhe o céu Que o sol vem trazer Bom

Diogo Nogueira

Quem Vai Chorar Sou Eu

Era só um caso passageiro Mas logo depois virou paixão Até se tornar um desespero, dois amores verdadeiros dentro de um só coração Coração que já não vê a hora De resolver esse problema meu Mas se ele escolhe uma, a outra chora, fica triste,

Elza Soares

Luz Vermelha

Telhado agora é porão tira de cima de mim esse pedaço de pedra Me dá um abraço que o chão se abriu debaixo de nós e até o coxo tropeça Bem que o palhaço falou que o laço vai se fechar e o

Jorge Aragão

Identidade

Elevador é quase um templo Exemplo pra minar teu sono Sai desse compromisso Não vai no de serviço Se o social tem dono, não vai... Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite Filhos de todo açoite Fato real de nossa história (2x) Se

Katinguelê

Só Mesmo o Teu Amor

Não posso mais negar Pois a dor não sucumbiu ao tempo Ao contrário o tormento desde o teu adeus Só se fez aumentar Bem que eu tentei tirar O teu nome do meu pensamento Mas algo aqui dentro chama por você, não posso relutar Só mesmo o teu

Noel Rosa

Onde Está a Honestidade?

Você tem palacete reluzente Tem jóias e criados à vontade Sem ter nenhuma herança nem parente Só anda de automóvel na cidade E o povo já pergunta com maldade: Onde está a honestidade? Onde está a honestidade? O seu dinheiro nasce de repente E embora não se saiba se

Quinteto em Branco e Preto

Beija Flor

Um olhar assim Tão tentador É de enfeitiçar o admirador Rorejar o prazer De olhar sem conter Pra desvendar a poesia que há em você Me fazendo sofrer Um olhar assim, encantador Diz o que os lábios não querem dizer Então mais uma vez eu me pego a querer Desvendar a

Beth Carvalho

Água de Chuva no Mar

O meu coração hoje tem paz Decepção ficou pra trás Eu encontrei um grande amor Felicidade enfim chegou Como o brilho do luar Em sintonia com o mar Nessa viagem de esplendor Meu sonho se realizou A gente se fala no olhar (no olhar) É água de chuva no mar

Cartola

Cordas de Aço

Ah, essas cordas de aço Este minúsculo brado Do violão que os dedos meus acariciam Ah, este bojo perfeito Que trago junto ao meu peito Só você violão Compreende porque perdi toda alegria E no entanto meu pinho Pode crer, eu adivinho Aquela mulher Até hoje está nos esperando Solte o teu

Dorival Caymmi

Você Já Foi a Bahia?

Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá! Quem vai ao "Bonfim", minha nêga, Nunca mais quer voltar. Muita sorte teve, Muita sorte tem, Muita sorte terá Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá! Lá tem vatapá Então vá! Lá tem caruru, Então vá! Lá tem munguzá, Então vá! Se "quiser sambar" Então vá! Nas sacadas dos

Elza Soares

Dor de Cotovelo

O ciúme dói nos cotovelos, na raiz dos cabelos, gela a sola dos pés. Faz os músculos ficarem moles, e o estômago vão e sem fome. Dói da flor da pele ao pó do osso. Rói do cóccix até o pescoço Acende uma luz branca em seu umbigo, Você

Jorge Aragão

Enredo do Meu Samba

Não entendi o enredo Desse samba amor Já desfilei na passarela do teu Coração Gastei a subvenção Do amor que você me entregou Passei pro segundo grupo e com razão Passei pro segundo grupo e com razão Não entendi Não entendi o enredo Desse samba amor Já desfilei na passarela do teu Coração Gastei

Mumuzinho

Te Amo

Pode ser que a gente se encontre por aí Agora uma nova tentativa Diante do que houve não vai dar Eu preciso pensar Quer saber? Talvez eu vá sofrer mais que você Mas só que eu não tenho outra saída Você passou da conta e do limite Te

Noel Rosa

Você Só… Mente

Não espero mais você, pois você não aparece Creio que você se esquece das promessas que me faz E depois vem dar desculpas, inocentes e banais É porque você bem sabe Que em você desculpo Muitas coisas mais O que sei somente É que você é um ente Que

Alcione

Não Deixe o Samba Morrer

Quando eu não puder Pisar mais na avenida Quando as minhas pernas Não puderem aguentar Levar meu corpo Junto com meu samba O meu anel de bamba Entrego a quem mereça usar Eu vou ficar No meio do povo espiando Minha Escola perdendo ou ganhando Mais um carnaval Antes de me despedir Deixo ao

Beth Carvalho

Coração Feliz

Que culpa tenho eu Por gostar de falar de amor Olha o meu coração Não consegue aceitar a dor O que posso fazer Se esse meu sentimento tão lindo Lhe conduz a trilhar Os caminhos floridos da vida É um grande lugar Muito bom pra viver Onde se pode ter A certeza

Diogo Nogueira

Tô Fazendo a Minha Parte

Tô saindo pra batalha Pelo pão de cada dia A fé que trago no peito É a minha garantia Deus me livre das maldades Me guarde onde quer que eu vá Tô fazendo a minha parte Um dia eu chego lá Todo mês eu recebo um salário covarde No desconto

Dorival Caymmi

A Vizinha do Lado

A vizinha quando passa Com seu vestido grená Todo mundo diz que é boa Mas como a vizinha não há Ela mexe co'as cadeiras pra cá. Ela mexe co'as cadeiras pra lá. Ele mexe com o juízo Do homem que vai trabalhar Há um bocado de gente Na mesma situação Todo

Fundo de Quintal

Vai lá, vai lá

Vai lá, vai lá! Vai lá, vai lá! Vai lá, vai lá! Vai lá, vai lá! Vai lá! Vai lá no Cacique sambar Não fique de marra vem cá Não deixe essa onda quebrar Meu barco já vai navegar Vou dar a partida... Iô iô, iô iô! Iô iô, iô iô! Iô iô,

Katinguelê

Cilada

Êh mulher! Me comovi com sua história Após se perder na vida Tão decidida Querendo se encontrar Sem ninguém prá acreditar.. Êh mulher! No início foi meu lado humano Fui aos poucos me entregando Me apaixonando Então foi prá valer Que eu te fiz meu bem querer... Mas de repente eu vi Que só

Mumuzinho

Teste De Conhecimento

Hoje no programa de tv Teve um teste de conhecimento Os casais tentando responder Coisas sobre o relacionamento Imagina só, eu e você Ninguém ganha a gente nesse jogo Você sabe tudo que há em mim De você sei tudo e mais um pouco Você leva muito à sério

Quinteto em Branco e Preto

Cabrochinha

O pataco tá pouco A muchima tá triste Eu não vou sambar Nem a minha Cabrochinha de fé Este ano não vai desfilar Chora, chora, chora Cabrochinha Chora mas não vai desanimar Ano que vem tu sai de volta Cabrochinha Saracutiando até cansar Ano que vem tu sai de volta

Alcione

Depois do Prazer

To fazendo amor com outra pessoa Mas meu coração vai ser pra sempre teu O que o corpo faz a alma perdoa (tanta solidão) Quase me enlouqueceu Vou falar que é amor Vou jurar que é paixão E dizer o que eu sinto com todo carinho pensando

Cartola

A Sorrir

A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida Fim da tempestade O sol nascerá Finda esta saudade Hei de ter outro alguém para amar A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida

Diogo Nogueira

Deus é Mais

Me diz quem é Que nunca passou por um drama de amor Que nunca andou de mãos dadas com a dor Que nunca sorriu com vontade de chorar Se liga ai Fogueira foi feita pra gente pular O Vento carrega as nuvens pro mar Segura que a fé

Elza Soares

Malandro

Lá laiá laiá laiá laiá laiá laiá laiá (2x) Malandro Eu ando querendo falar com você Você tá sabendo que zeca morreu Por causa de brigas que teve com a lei Malandro Eu sei que você nem se liga no fato De ser capoeira muleque mulato Perdido no mundo

Jorge Aragão

Conselho

Deixe de lado esse baixo astral Erga a cabeça enfrente o mal Agindo assim será vital para o teu coração É que em cada experiência se aprende uma lição Eu já sofri por amar assim Me dediquei mas foi tudo em vão Pra que se lamentar Se em

Katinguelê

Fecha Comigo (part. Sampa Crew)

Eu senti tanta saudade de você Tanta vontade de te ver Mais não vou te enganar Hoje eu acordei disposto a mudar Não tá certo esse lance entre nós três Sei lá o que o destino fez Não faz parte de mim Enganar alguém eu nunca fui assim To

Noel Rosa

Feitio de Oração

Quem acha vive se perdendo Por isso agora eu vou me defendendo Da dor tão cruel desta saudade Que por infelicidade Meu pobre peito invade Por isso agora lá na penha Vou mandar minha morena Pra cantar com satisfação E com harmonia Esta triste melodia Que é meu samba em feito

Beth Carvalho

Eu Só Peço a Deus

Eu só peço a Deus Que a dor não me seja indiferente Que a morte não me encontre um dia Solitário sem ter feito o q'eu queria Eu só peço a Deus Que a dor não me seja indiferente Que a morte não me encontre um dia Solitário

Cartola

Alegria

Alegria, Era o que faltava em mim, Uma esperança vaga, Eu já encontrei, Pelos carinhos que me faz, Me deixa em paz, Não te quero ver, Para nunca mais. Eu sei, Que teus beijos e abraços, Tudo isso não passa, De pura hipocrisia, Já que tu não és sincera, Eu vou te abandonar, Um dia.

Dorival Caymmi

O Mar

O mar quando quebra na praia É bonito, é bonito O mar... pescador quando sai Nunca sabe se volta, nem sabe se fica Quanta gente perdeu seus maridos seus filhos Nas ondas do mar O mar quando quebra na praia É bonito, é bonito Pedro vivia da pesca Saia no

Fundo de Quintal

A Amizade

La laiá, la laiá, la laiá, la laiá La laiá, la laiá, la laiá, la laiá Valeu por você existir, amigo Amigo, hoje a minha inspiração Se ligou em você E em forma de samba Mandou lhe dizer Tão outro argumento Qual nesse momento Me faz penetrar Por toda nossa amizade Esclarescendo

Jorge Aragão

Mutirão De Amor

Cada um de nós deve saber se impor E até lutar em prol do bem-estar geral Afastar da mente todo mal pensar Saber se respeitar Se unir pra se encontrar Por isso, vim propor Um mutirão de amor Pra que as barreira se desfaçam na poeira E seja o

Mumuzinho

Combinado

O combinado foi não cobrar nada Só viver momentos intensos de puro prazer Eu fui sincero quando abri o jogo Sou pegado complicado e não dá pra se envolver Mas foi fugindo do nosso controle Foi ganhando forças e agora quer nos dominar Não tem bombeiro que

Noel Rosa

Até Amanhã

Até amanhã se Deus quiser Se não chover eu volto pra te ver Oh, mulher! De ti gosto mais que outra qualquer Não vou por gosto O destino é quem quer Adeus é pra quem deixa a vida É sempre na certa em que eu jogo Três palavras vou

Alcione

Meu Ébano

É! Você um negão De tirar o chapéu Não posso dar mole Senão você créu! Me ganha na manha e baubau Leva meu coração... É! Você é um ébano Lábios de mel Um príncipe negro Feito a pincel É só melanina Cheirando à paixão... É! Será que eu caí Na sua rede Ainda não sei! Sei não! Mas tô achando Que

Beth Carvalho

Mas Quem Disse Que eu Te Esqueço

Tristeza rolou dos meus olhos De um jeito que eu não queria E manchou meu coração Que tamanha covardia Afivelaram meu peito Pra eu deixar de te amar Acinzetaram minh'alma Mas não cegaram o olhar Saudade amor, que saudade Que me vira pelo avesso E revira meu avesso Puseram a faca em

Diogo Nogueira

Verdade Chinesa

Era só isso Que eu queria da vida Uma cerveja Uma ilusão atrevida Que me dissesse Uma verdade chinesa Com uma intenção De um beijo doce na boca... A tarde cai Noite levanta a magia Quem sabe a gente Vai se ver outro dia Quem sabe o sonho Vai ficar na conversa Quem sabe até

Dorival Caymmi

Retirantes

Vida de negro é difícil É difícil como quê Eu quero morrer de noite Na tocaia me matar Eu quero morrer de açoite Se tu negra me deixar Vida de negro é difícil É difícil como quê Meu amor, eu vou m'embora Nessa terra vou morrer O dia não vou mais

Fundo de Quintal

Roda de Samba

No meio da roda eu nao marco bobeira Eu entro na roda e nao levo rasteira Lá no terreiro eu levanto a poeira É roda de samba e tem capoeira Menina baiana que desce a ladeira Sambando na roda nao é brincadeira pego a minina e caio

Katinguelê

Ainda Resta Uma Bagagem

Quando O temporal passar Tudo normalizar Podemos conversar Ouvir Tua voz ecoar Um raio iluminar Nós dois Quando você sentir saudades, pra me amar Quando você tiver coragem, vem me procurar Quando você sentir vontade, de beijar Vem, amor amor Entre nós resta uma bagagem, pra levar De desejos prazeres de verdade, vem me

Mumuzinho

Mande Um Sinal

Sonhei contigo, ôôô Agora eu sei Era você e eu não enxerguei Como no velho ditado eu falhei Só te dei valor quando eu te perdi, vacilei Vem me perdoar Estou perdido,ôôô Meu coração Quer se vingar de tudo que passou Quer maltratar me fazer sofredor Não deixa eu pensar em

Quinteto em Branco e Preto

Não é so garoa

Laia laia laia, laia laia lalalaia, laialaialaia É São Paulo! São Paulo tem bamba, tem samba e muita gente boa Não é só garoa Camisa, Bexiga ou na vela o samba ecoa Não é só garoa (não é só garoa) Não é só garoa, não é só

Alcione

Garoto Maroto

Você faz de conta Que quer meu perdão Mas depois apronta No meu coração... Desarruma tudo Fazendo arruaça Me põe quase louca De tanta pirraça Com os carinhos Que dá sem favor Tira meu escudo Me põe indefesa Me deixa acesa Com água na boca Carente de amor... Garoto Maroto! Travesso no jeito de amar Faz de mim Seu

Cartola

Peito Vazio

Nada consigo fazer Quando a saudade aperta Foge-me a inspiração Sinto a alma deserta Um vazio se faz em meu peito E de fato eu sinto Em meu peito um vazio Me faltando as tuas carícias As noites são longas E eu sinto mais frio. Procuro afogar no álcool A tua lembrança Mas

Diogo Nogueira

Tenta a Sorte

Eu não quero mais te provar Nem me rebaixar Só o tempo vai te mostrar Tudo que eu falei E você não quis enxergar Você disse bem claro Que a gente é passado Que vai me esquecer Mas querer não é poder Mas querer não é poder Se quiser tenta a

Elza Soares

Façamos

Os cidadãos no Japão, fazem Lá na China um bilhão, fazem Façamos, vamos amar Os espanhóis, os lapões, fazem Lituanos e letões, fazem Façamos, vamos amar Os alemães em Berlim, fazem E também lá em Bonn Em Bombaim, fazem Os hindus acham bom Nisseis, nikeis e sanseis, fazem Lá em São Francisco

Jorge Aragão

Coisa De Pele

Podemos sorrir, nada mais nos impede Não dá pra fugir dessa coisa de pele Sentida por nós, desatando os nós Sabemos agora, nem tudo que é bom vem de fora É a nossa canção pelas ruas e bares Nos traz a razão, relembrando palmares Foi bom insistir,

Katinguelê

Essa Menina

Eu tenho vivido tantas coisas Que não dá tempo pra gente se curtir Mas quando lembro dos nosso bons momentos Me dá saudade quero logo te encontrar Pra gente matar a saudade E ver que um nasceu pro outro Falar coisas de amor no teu ouvido Eu quero te

Noel Rosa

Pra Que Mentir?

Pra que mentir se tu ainda não tens Esse dom de saber iludir? Pra quê?! Pra que mentir Se não há necessidade de me trair? Pra que mentir, se tu ainda não tens A malícia de toda mulher? Pra que mentir se eu sei que gostas de outro Que

Beth Carvalho

Andanças

Vi tanta areia, andei Da lua cheia, eu sei Uma saudade, imensa Vagando em verso, eu vim Vestido de cetim Na mão direita, rosas, vou levar Olha a lua mansa se derramar (Me leva amor) Ao luar descansa meu caminhar (Amor) Meu olhar em festa se fez feliz (Me leva, amor) Lembrar a

Cartola

Amor Proibido

Sabes que vou partir Com os olhos rasos d'água E o coração ferido Quando lembrar de ti Me lembrarei também Deste amor proibido Fácil demais Fui presa Servi de pasto Em tua mesa Mas fique certa que jamais Terás o meu amor Porque não tens pudor Faço tudo para evitar o mal Sou pelo mal

Dorival Caymmi

É Doce Morrer No Mar

É doce morrer no mar Nas ondas verdes do mar É doce morrer no mar Nas ondas verdes do mar A noite que ele não veio foi Foi de tristeza prá mim Saveiro voltou sozinho Triste noite foi prá mim É doce morrer... (2x) Saveiro partiu de noite foi Madrugada não

Fundo de Quintal

O Show Tem Que Continuar

Teu choro já não toca meu bandolim Diz que minha voz sufoca teu violão Afrouxaram-se as cordas e assim desafina Que pobre das rimas da nossa canção Hoje somos folha morta Metais em surdina Fechada a cortina, vazio o salão Se os duetos não se encontram mais E os

Jorge Aragão

Abuso de Poder

Lalalaiálaiálalalaiá Lalalaiálaiálalalaiá Lalalaiálaiálalalaiá...(2x) Eu disse a você Que eu tinha um amor Quem foi que mandou Você me desejar Também adorei O que você gostou A gente podia Até continuar... Mas só que você Só me quer pra você E só com você Eu não posso ficar Porque minha outra metade Na certa vai me procurar... Eu disse! Eu

Mumuzinho

Fala

Fala na minha cara Não se retraia Eu já me preparei, esperando o pior Então fala Não me compara com outro cara Me dispensa de uma vez só Tá faltando aquele beijo que sobe o calor Que explode um desejo em nosso cobertor Pra onde foi nosso amor? Pra

Quinteto em Branco e Preto

Sempre Acesa

A7 Dm TUDO BEM, VEJA BEM G7 C EU PROMETO E ATÉ JURO, NÃO INSISTIR A7 Dm O AMOR ACONTECE, É UMA PRECE G7 C E SEM FÉ É MELHOR NEM PEDIR Bm5-/7 QUEM PARTIU, QUEM FICOU E7 NÃO INTERESSA, ACABOU Am A7 Dm OUTRO DIA JÁ VEM, É MANTER SEMPRE ACESA G7 A CHAMA QUE

Alcione

A Loba

Sou doce, dengosa, polida Fiel como um cão Sou capaz de te dar Minha vida... Mas olha Não pise na bola Se pular a cerca Eu detono Comigo não rola... Sou de me entregar De corpo e alma na paixão Mas não tente nunca Enganar meu coração Amor pra mim Só vale assim Sem precisar pedir

Beth Carvalho

Maior é Deus

Eh maior é Deus pequeno sou eu O que eu tenho foi Deus quem me deu O que eu dou é o que eu tenho Foi Deus quem me deu Eu vim aqui p'rá mostrar O que de melhor for meu Quem quiser me escutar escutou Não quero

Diogo Nogueira

Além do espelho

Quando eu olho o meu olho além do espelho Tem alguém que me olha e não sou eu Vive dentro do meu olho vermelho É o olhar do meu pai que já morreu O meu olho parece um aparelho De quem sempre me olhou e protegeu Assim

Elza Soares

Maria da Vila Matilde

Cadê meu celular? Eu vou ligar pro 180 Vou entregar teu nome E explicar meu endereço Aqui você não entra mais Eu digo que não te conheço E jogo água fervendo Se você se aventurar Eu solto o cachorro E, apontando pra você Eu grito: péguix guix guix guix Eu quero ver Você

Fundo de Quintal

Frasco Pequeno

Lá lá lá ia ia... Quem me diz que a paz tem cor de Não não me diz que o coração sofreu sem par Se não sofreu doeu demais E pra que a pressa de errar Se o mundo não é de uma só manhã Deixa correr

Katinguelê

Corpo Lúcido

Como é difícil Entender porque Partiu sem me falar nada Nem bilhete prá dizer Êh! Êh!... Vou andar De encontro ao vento Oh! Oh! Oh! Vou remar contra a maré Pode ter tanto perigo O que eu quero É tentar de novo Pode até, pode até Me deixar desalentado Mas quero ter Teu corpo lúcido Ah! Ah! Minha

Mumuzinho

Receita do Amor

Me embriago ao provar dos teus beijos Sou o mais feliz entre os homens por ter seu amor Sou feito um pássaro seguindo ao rumo ao teu calor Que toca na pele me faz delirar Acende um desejo num simples olhar Rio que corre de encontro

Quinteto em Branco e Preto

Reveses

Criador, muito tempo nós Ouça minha voz, meu clamor Ilumine os pantanais, proteja os cafezais E os rouxinóis Eu me sinto como um grão A minha decisão não é primaz Mas a sua intenção mantém os pés no chão, É costumaz Eu sou flor, sou coquerais Sou como os pardais

Alcione

Gostoso Veneno

Este amor Me envenena Mas todo amor Sempre vale a pena Desfalecer de prazer Morrer de dor Tanto faz Eu quero é mais amor E este amor Me envenena Mas todo amor Sempre vale a pena Desfalecer de prazer Morrer de dor Tanto faz Eu quero é mais amor A água da fonte Bebida na palma da mão Rosa

Cartola

O Sol Nascerá

A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida Finda a tempestade O sol nascerá Finda esta saudade Hei de ter outro alguém para amar A sorrir Eu pretendo levar a vida Pois chorando Eu vi a mocidade Perdida

Diogo Nogueira

Me Leva

Tudo nasceu de brincadeira Nas cordilheiras da ilusão. Veio num vento sem destino; Amor menino fez paixão. Foi me invadindo pouco a pouco, Me deixou louco de prazer. Depois sumiu no mesmo vento: Fiquei aos poucos sem você... Deixou marcado o seu sorriso Que não me deixa te esquecer E me

Elza Soares

Firmeza?!

(Eu não te vejo nunca mermão qualé? Firmeza) Beleza mano fica com Deus Quando der a gente se tromba firmeza?! Pena que corre é mil grau Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Você é meu irmão moleque Beleza mano fica

Jorge Aragão

Malandro

Lá Laiá, Laiá Laiá, Laiá Laiá Laiá! Laiá, Laiá, Laiá, Laiá Laiá! Eh! Laiá, Laiá, Laiá Laiá Laiá! Laiá Laiá Laiá, Laiá Laiá!... Malandro! Eu ando querendo Falar com você Você tá sabendo Que o Zeca morreu Por causa de brigas Que teve com a lei... Malandro! Eu sei que você Nem se liga

Katinguelê

Se Deus Quiser

Não se mexa Fica parada Quero guardar essa imagem na memoria O teu sorriso, é troféu de uma vitoria. É intenso, emocionante Agente faz amor e eu perco o juízo Nossos beijos, terminam sempre num sorriso... Nem me lembro da vida antes de você Eu levei tanto tempo pra

Noel Rosa

Não Tem Tradução

O cinema falado é o grande culpado da transformação Dessa gente que sente que um barracão prende mais que o xadrez Lá no morro, seu eu fizer uma falseta A Risoleta desiste logo do francês e do Inglês A gíria que o nosso morro criou Bem

Beth Carvalho

Tristeza

Tristeza, por favor vá embora Minha alma que chora está vendo o meu fim Tristeza, por favor vá embora Minha alma que chora está vendo o meu fim Fez do meu coração a sua moradia Já é demais o meu penar Quero voltar àquela vida de alegria Quero

Cartola

Senhora Tentação

Sinto abalada minha calma, Embriagada minha alma, Efeitos da tua sedução, Oh! Minha romântica senhora Tentação, Não deixes que eu venha a sucumbir, Neste vendaval de paixão. Jamais pensei em minha vida, Sentir tamanha emoção, Será que o amor por ironia, Move esta fantasia vestida de obsessão, A ti confesso que

Dorival Caymmi

Saudade da Bahia

Ai, ai que saudade eu tenho da Bahia Ai, se eu escutasse o que mamãe dizia "Bem, não vá deixar a sua mãe aflita A gente faz o que o coração dita Mas esse mundo é feito de maldade e ilusão" Ai, se eu escutasse hoje

Fundo de Quintal

Sorriso Negro

Um sorriso negro Um abraço negro Traz felicidade Negro sem emprego Fica sem sossego Negro é a raiz de liberdade Um sorriso negro Um abraço negro Traz felicidade Negro sem emprego Fica sem sossego Negro é a raiz de liberdade Negro é uma cor de respeito Negro é inspiração Negro é silêncio é luto Negro é

Jorge Aragão

Feitio de Paixão

Queria o prazer do amor E assim desejando estou Só vou sossegar quando te conquistar. Botar todas cartas vou na mesa pra decidir Quem sabe lutando vou conseguir Sem conseguir, joguei búzios para tê-la sem favor Sem conseguir, fiz feitiço para ganhar o teu amor Sem conseguir, tomei

Mumuzinho

Preliminares

La laia la laia laia laia laia A noite tá deliciosa Tá gostosa à beça pra quem quer fazer amor A noite tá insinuante, instigante Pra quem quer fazer amor Que vontade que dá de namorar Com esse céu estrelado Até os querubins tão voando na mente dos

Quinteto em Branco e Preto

Madrinha

É ela Que a todos revela Logo que sente um valor Por nosso samba, essa chama conduz Não vê barreira a transpor Madrinha de bambas coragem, respeito, amor As suas vitórias São sempre vitórias de um povo A benção lhe pede O seu afilhado mais novo O verde, amarelo ganham brilho Enchem

Alcione

Estranha Loucura

Minha estranha loucura é tentar te entender e não ser entendida É ficar com você Procurando fazer parte da tua vida Minha estranha loucura É tentar desculpar o que não tem desculpa É fazer dos teus erros Num motivo qualquer a razão da minha culpa Minha estranha loucura É correr

Beth Carvalho

Dor de Amor

Laia laia laia laia laia laia laia... Dor de amor é difícil curar Ai como dói.... Ai como dói a dor Como dói a dor de amar Quem se desencantou Sabe o que é chorar Neste mundo não tem professor Pra matéria do amor ensinar Nem tão pouco se encontra

Diogo Nogueira

Deixa Eu Te Amar

Quero ir na fonte do teu ser E banhar-me na tua pureza Guardar em pote gotas de felicidade Matar saudade que ainda existe em mim Afagar teus cabelos molhados Pelo orvalho que a natureza rega Com a sutileza que lhe fez a perfeição Deixando a certeza de amor

Elza Soares

Mulher do Fim do Mundo

Meu choro não é nada além de carnaval É lágrima de samba na ponta dos pés A multidão avança como vendaval Me joga na avenida que não sei qualé Pirata e super homem cantam o calor Um peixe amarelo beija minha mão As asas de um anjo

Fundo de Quintal

Ô Irene

Ô Irene, Ô Irene Ô Irene, Ô Irene Vai buscar o querosene Pra acender o fogareiro Eu disse mel, alfavaca Feitos do manjericão Arruda e guiné Pra dispersar o mau olhado Meu pai minha mãe mandou Meu pai minha mãe mandou Meu pai minha mãe mandou você Tomar um banho de alecrim

Katinguelê

Liberdade Sonhada

A lua Carregando as andorinhas vem me dizer liberdade E me invade a tremenda vontade de gritar Vivendo atrás das grades Meu amor pode me esquecer O vento sopra meus olhos na janela Passageiros esperam na linha do metrô Minha única visão não há mais coração Me desfaço em

Noel Rosa

Com Que Roupa?

Agora vou mudar minha conduta Eu vou pra luta pois eu quero me aprumar Vou tratar você com a força bruta Pra poder me reabilitar Pois esta vida não está sopa E eu pergunto: com que roupa? Com que roupa que eu vou Pro samba que você me

Quinteto em Branco e Preto

Maria Não Volta Mais

Por que mandou Maria embora? E agora corre atrás Por que mandou Maria embora? Maria não volta mais Maria era linha de frente Pegava o batente sem reclamar Maria muito inteligente Menina carente, veio do ceará Maria nasceu lá na roça Andava em carroça E carro de boi Agora você é quem

Alcione

Além da Cama

De amor eu não morro O que eu posso É chorar de saudade Mas depois Vou tentar refazer Minha felicidade Entreguei Minha vida a você E você jogou fora Fez de mim o que quis Me usou E depois foi embora Deixa o tempo passar Você vai perceber Que fazendo o que fez Só jogou pra

Cartola

Alvorada

Alvorada lá no morro Que beleza Ninguém chora Não há tristeza Ninguém sente dissabor O sol colorindo é tão lindo É tão lindo E a natureza sorrindo Tingindo, tingindo A alvorada Você também me lembra a alvorada Quando chega iluminando Meus caminhos tão sem vida E o que me resta é bem pouco Ou quase

Dorival Caymmi

Vida de Negro

Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê Vida de negro é difícil, é difícil como o quê Vida de negro é difícil, é difícil como o quê Eu quero morrer de noite, na tocaia