Menu

Filipe Ret - Letras e Músicas

Filipe Ret

Vivendo Avançado

Filipe Ret é o aço, minha banca é o bicho Não sei mais o que faço, eu nasci pra isso Nas ruas do TTK, fumando vários Mulheres prá lá e pra cá, skank a vontade, motos e carros Gosto de viver, gosto de viajar Sem medo

Filipe Ret

Melhor Agora

Todo dia ela faz tudo sempre igual Me acordando às seis horas da manhã Prepara no carinho e "ban" As paradas antes de eu sair A mina é simpatia, já fechou, sou teu fã No amor a gente vai de acordo é, com a maré Fico feliz

Filipe Ret

Neurótico de Guerra

Eis o Ret aceso irmão Na luz da perdição, me encontro e pago o preço Vou além, fumo um, subo e desço Esclareço alguém Confundo alguns, desobedeço Já disse, vou repetir pra você Quanto menos me ouvir, mais e melhor eu vou dizer Tô vivo no MIC mais

Filipe Ret

D.U.T.U.M.O.B. (part. Shadow)

Debochado, cínico, à milhão Sem padrinho... rá... sem patrocínio Louco: esse é o rótulo que eles me dão Quando não conseguem mais acompanhar meu raciocínio Ficam violentos quando sentem raiva Eu penso melhor quando sinto raiva Essa é minha doença, meu monólogo Pra quem não sabe a diferença

Filipe Ret

Invicto

Nasci pra vencer, não ferra É difícil manter minha alma na terra Hoje vou me perder, me encontrar Botar pra fuder, vvz não erra Levada enjoada Neguinho magrelo, cabeça raspada Com Jóia no pescoço, te dá raiva Virei uma máquina de fazer invejoso Às vezes sou escroto, não nego Novo

Filipe Ret

Dutumob II

Um dia eu me arrumo e sumo Bebendo ou fumando, ninguém é santo Alguns se perdem, eu me aprumo Enquanto eles escrevem, eu continuo psicografando O terror sou eu Quem falou perdeu, venceu quem fez Eu quero as de cem, eu quero o mundo Posso não viver muito,

Filipe Ret

Chefe do Crime Perfeito

Carrego a glória e a dor de viver do meu jeito Meu amor, eu sou o chefe do crime perfeito Minha droga é a melhor do mercado Encho rodas de rua, deixo shows lotado Vivaz CD de ouro, quem tentar é louco No TTK ninguém se

Filipe Ret

Coração Vagabundo

Pique bicheiro, sem dó, gangster do TTK Prospere interiormente, tudo ao seu redor vai prosperar Foda-se os MC nerd, quadrado Meu pau no cu desses pau no cu E acende logo um baseado Sigo tranquilão, olha só que gloria Eu não ganhei e nem perdi, irmão Eu sou

Filipe Ret

Isso Que é Vida

Representando o novo, onde será eu sou Com o que tiver eu vou compor, meu valor é o suor Ter a melhor chuteira não te faz o melhor jogador Desiludido, às vezes pirado Mas, quem tá perdido é mais procurado Dei o papo, tô ligado Enfim, ninguém

Filipe Ret

Libertários Não Morrem

Se cruzar meu caminho, vou te atropelar Não há chance de bandar um libertário Vivaz voa, numa margem distante, vem O amor é importante, porra Fumando um dose nas ilusões Escravize-se em suas conclusões, meu mais sincero foda-se Valores não tem preço, formato, nem cores Se você é

Filipe Ret

Livre e Triste

Amanhã eu não acordo cedo Vou sair de vermelho, seduzir o mundo inteiro Não me aponte o dedo Só eu sei o meu valor, ninguém me mete medo, eu já conheço a dor A gente não receia, se alimenta com a inveja alheia Não tem medo

Filipe Ret

Taças Pro Ar

Ôôuô ôôôô Ôuô ôôôô Ôôuô ôôôô Tudo bom Mão Lee no beat Tey, tey, tey, tey, tey, tey ! Enquanto eles vão, vivaz tá voltando Sabendo dizer sim e não pra continuar voando Mano é vida de Mc Eu não trabalho pra me divertir, me divirto trabalhando Rindo de quem acha

Filipe Ret

Devaneios Retianos

Tudubom... Maravilha Seja bem vindo ao meu mundo, meu amor O underground tá vivo, agressivo e sujo Poetas são rebeldes natos, anjos caídos Mais marginais que qualquer bandido Sou utopia e pé no chão de sobra Foda-se a direita burra e a esquerda retrógrada Deus criou fracos e

Filipe Ret

Nova Sorte

Já era, roubei a faca e o queijo Quanto mais eles falam, foda-se, mais eu cresço Podres de espírito descem Enquanto eles se empobrecem, mais eu me enriqueço Não, não há caminho, parceiro Pegue sua faca e abra a mata do seu jeito Não pensa muito não,

Filipe Ret

Só Pra Você Lembrar

Fiz essa canção só pra você lembrar De quando a gente não queria nada, se amava na escada No elevador, com a câmera filmando Lembra de quando você nem ligava? Qual foi a última vez que cê ficou embriagada? Beijou no banheiro sujo da boate? Última vez

Filipe Ret

Estilo Livre

Há 27 anos errando, sem desconto Comigo é preto no branco, eu tô no ponto Na mão uma cerva, nemá À flor da pele pra beijar e atirar, eu to pronto Quero os melhores baseados do mundo Moro na cidade mais bonita do mundo Esclareço alguns, outros

Filipe Ret

Réus

R.e.t. sente a verve Não é o que eu quero dizer, é o que o espírito pede Sex, drugs and rock'n roll Nem que nada sei eu sei, Sócrates errou Pra quem se diz nata cuidado pra não coalhar Quem aperta o gatilho não diz que

Filipe Ret

Não existe poesia sem pecado

Alma revel, alma revel Alma revel, alma revel Não existe poesia sem pecado Meu rap arria as calcinha Minha rima é uma febre, pior que a farinha Foda-se a faminha, não sou muleque Mas quando eu chego é pro filipe ret Que elas perdem a linha Não nego, que

Filipe Ret

Jamais Serão (part. Start)

Cê quer uma dica? Não aposta se eu tiver na mesa A sorte é vaga, a vida é uma caixa de surpresa É que meu bairro cobra se eu fico na defesa Então, mãos a obra, pra frente com a empresa Eu vou sempre atrás do

Filipe Ret

Glória Pra Nós

Minhas rimas são tipo droga Trafico poesia mais que qualquer vagabundo O entorpecente perfeito Que muda as pessoas, droga que transforma o mundo Sempre vou defender minha causa Moralista, eu vi, sua vida é falsa Meu estilo de me vestir É a consequência do que eu sou, irmão,