Menu

Frejat - Letras e Músicas

Frejat

Segredos

Eu procuro um amor Que ainda não encontrei Diferente de todos que amei Nos seus olhos quero descobrir Uma razão para viver E as feridas dessa vida Eu quero esquecer Pode ser que eu a encontre Numa fila de cinema Numa esquina Ou numa mesa de bar Procuro um amor Que seja bom

Frejat

O Que Mais Me Encanta

O que mais me encanta... em você, É a tua capacidade de me enlouquecer; A tua sensualidade ardente, Teus dentes separados na frente; Teu sorriso esperto de quem muito já sofreu, Tua inteligência moleque, de pernas tortas, Teu delírio otimista à beira da sorte; Teu rosto infantil, Teus traços

Frejat

Amor Pra Recomeçar

Eu te desejo Não parar tão cedo Pois toda idade tem Prazer e medo E com os que erram Feio e bastante Que você consiga Ser tolerante Quando você ficar triste Que seja por um dia E não o ano inteiro E que você descubra Que rir é bom Mas que rir de tudo É

Frejat

O Poeta Está Vivo

Baby, compra o jornal e vem ver o sol Ele continua a brilhar, apesar de tanta barbaridade Baby escuta o galo cantar, a aurora de nossos tempos Não é hora de chorar, amanheceu o pensamento O poeta está vivo, com seus moinhos de vento A impulsionar a grande roda da

Frejat

Por Você

Por você eu dançaria tango no teto Eu limparia os trilhos do metrô Eu iria a pé do Rio a Salvador Eu aceitaria a vida como ela é Viajaria a prazo pro inferno Eu tomaria banho gelado no inverno Por você eu deixaria de beber Por você eu

Frejat

Eu Preciso Te Tirar do Sério

Hoje eu acordei com vontade de te ver, de te ver Foi uma noite longa Mas logo estaremos em algum lugar Aonde ninguém possa nos encontrar Olho o céu azul, estamos prontos pra cair na estrada Sempre na linha do horizonte, em direção ao sol Só penso

Frejat

Pra Toda Vida

Primeiro foi a música A canção fez você sorrir E logo a primeira vista O mundo girou pra mim E a paixao é a loucura que passa Como um terromoto Com o tempo acalma Mas onde você está Eu tentei acreditar Que sem você eu viveria Mas assim o tempo para Cada

Frejat

50 Receitas

Eu respiro tentando encher os pulmões de vida Mas ainda é difícil deixar qualquer luz entrar Ainda sinto por dentro toda dor dessa ferida Mas o pior é pensar que isso um dia vai cicatrizar Eu queria manter cada corte em carne viva Minha dor em

Frejat

Túnel do Tempo

Nosso encontro aconteceu como eu imaginava Você não me reconheceu, mas fingiu que não era nada Eu sei que alguma coisa minha, em você ficou guardada Como num filme mudo antes da invenção das palavras Afinei os meus ouvidos pra escutar suas chamadas Sinais do corpo

Frejat

Mais Que Perfeito

Seu rosto olhando pra mim Não tem nenhum defeito Seu gingado vindo pra mim Já tá fazendo efeito Preciso de você agora Um dia a mais não daria Tirei a roupa na hora Pensando no que a gente faria Eu te amo assim do teu jeito Nosso tempo é mais

Frejat

Homem Não Chora

Homem não chora nem por dor, nem por amor E antes que eu me esqueça Nunca me passou pela cabeça lhe pedir perdão E só porque eu estou aqui, ajoelhado no chão Com o coração na mão Não quer dizer que tudo mudou Que o tempo parou,

Frejat

Flores do Mal

Não me atire no mar de solidão Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos Não me retalhe em escândalos Nem tão pouco cobre o perdão Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão Que acabou feito um sonho Foi o meu inferno,

Frejat

Amor, Meu Grande Amor

Amor, meu grande amor Não chegue na hora marcada Assim como as canções Como as paixões E as palavras... Me veja nos seus olhos Na minha cara lavada Me venha sem saber Se sou fogo Ou se sou água... Amor, meu grande amor Me chegue assim Bem de repente Sem nome ou sobrenome Sem sentir O

Frejat

Não Deixe o Sol Morrer

Quantas coisas eu ainda vou provar E quantas vezes para a porta eu vou olhar Quantos carros nessa rua vão passar Enquanto ela não chegar Quantos dias eu ainda vou lhe esperar E quantas estrelas eu vou tentar contar E quantas luzes na cidade vão se apagar Enquanto

Frejat

Sobre Nós Dois e o Resto do Mundo

Seu olhar me acompanha Do outro lado da rua Um sorriso, discreto E hoje a noite é minha... Seu andar folgado me chama Da morte ela morre de medo E já disse que me ama Mas tem que ser em segredo... Sobre nós dois Ninguém vai saber de tudo Parece uma

Frejat

Meus Bons Amigos

Meus bons amigos, onde estão Notícias de todos quero saber Cada um fez sua vida de forma diferente Às vezes me pergunto: Malditos ou inocentes? Nossos sonhos, realidades Todas as vertigens, crueldades Sobre nossos ombros aprendemos a carregar Toda a vontade que faz vingar No bem que fez prá

Frejat

Eu Não Sei Dizer Te Amo

Se você fosse um sonho Eu não acordava Se você fosse a noite Eu te ninava Mais je ne sais pas dire je t'aime Se você fosse uma antena parabólica Eu seria o teu canal Se voce fosse calmaria Eu seria temporal Eu não sei dizer te amo Eu não sei

Frejat

Embriague-se

Tudo acaba nisso é a única questão Embriagar-se é preciso Não importa que horas são Não ser escravo do tempo, Nas escadarias de um palácio, Na beira de um barranco ou na solidão do quarto Embriague-se, embriague-se De noite ou ao meio dia Embriague-se, embriague-se numa boa De vinho,virtude ou

Frejat

Eu Não Quero Brigar Mais Não

Eu amo o cheiro do seu cabelo Eu amo o nosso amor assim Sem dor de cotovelo Vamos pra bem longe daqui O vira-lata e a gata Meu bem Pode levar o novelo O nosso amor não é só de pele E de pêlo Se quiser ter um neném Tudo bem,

Frejat

Poema

Poema Cazuza Composição: Cazuza / Frejat Eu hoje tive um pesadelo E levantei atento, a tempo Eu acordei com medo E procurei no escuro Alguém com o seu carinho E lembrei de um tempo Porque o passado me traz uma lembrança De um tempo que eu era ainda criança E o medo