Menu

Geraldo Azevedo - Letras e Músicas

Geraldo Azevedo

Dia Branco

Se você vier Pro que der e vier Comigo Eu lhe prometo o sol Se hoje o sol sair Ou a chuva Se a chuva cair Se você vier Até onde a gente chegar Numa praça Na beira do mar Num pedaço de qualquer lugar Nesse dia branco Se branco ele for Esse tanto Esse canto

Geraldo Azevedo

Táxi Lunar

Ela me deu o seu amor, eu tomei No dia dezesseis de maio... viajei De espaçonave atropelado, procurei O meu amor, aperriadoeira. Apenas apanhei na beira mar Um taxi prá estação lunar Pela, linda, criatura bonita Nem menina, nem mulher Tem espelho no seu rosto de neve Nem menina, nem

Geraldo Azevedo

Ai Que Saudade D’Ocê

Não se admire se um dia Um beija-flor invadir A porta da tua casa Te der um beijo e partir Fui eu que mandei o beijo Que é pra matar meu desejo Faz tempo que eu não te vejo Ai que saudade d'ocê Se um dia ocê se lembrar Escreva

Geraldo Azevedo

O Princípio do Prazer

Juntos vamos esquecer, Tudo que doeu em nós Nada vale tanto pra rever O tempo que ficamos sós Faz a tua luz brilhar Pra iluminar a nossa paz O meu coração me diz Fundamental é ser feliz Juntos vamos acordar o amor Carícias, canções, deixa entrar o sol da manhã A

Geraldo Azevedo

Dona da Minha Cabeça

Dona da minha cabeça ela vem como um carnaval E toda paixão recomeça, ela é bonita, é demais Não há um porto seguro, futuro também não há Mas faz tanta diferença quando ela dança, dança Eu digo e ela não acredita, ela é bonita demais Eu

Geraldo Azevedo

Bicho de Sete Cabeças

Não dá pé não tem pé nem cabeça Não tem ninguém que mereça Não tem coração que esqueça Não tem jeito mesmo Não tem dó no peito Não tem nem talvez Ter feito o que você me fez Desapareça cresça e desapareça Não tem dó no peito Não tem jeito Não

Geraldo Azevedo

Moça Bonita

Moça bonita Seu corpo cheira Ao botão da laranjeira Eu também não sei se é Imagine o desatino É um cheiro de café Ou é só cheiro feminino Ou é só cheiro de mulher Moça bonita Seu olho brilha Qual estrela matutina Eu também não sei se é Imagina minha sina É o brilho

Geraldo Azevedo

O Amanhã É Distante

E se hoje não fosse essa estrada Se a noite não tivesse tanto atalho O amanhã não fosse tão distante Solidão seria nada pra você Se ao menos o meu amor estivesse aqui E eu pudesse ouvir o seu coração Se ao menos mentisse ao meu lado Estaria

Geraldo Azevedo

Chorando e Cantando

Quando Fevereiro chegar Saudade já não mata a gente A chama continua No ar O fogo vai deixar semente A gente ri a gente chora a gente chora Fazendo a noite parecer um dia Faz mais Depois faz acordar cantando Pra fazer e acontecer Verdades e mentiras Faz crer Faz desacreditar de tudo E depois Depois

Geraldo Azevedo

Paula e Bebeto

É vida vida amor brincadeira a vera Eles se amaram de qualquer maneira a vera Qualquer maneira de amor vale a pena Qualquer maneira de amor vale a pena Pena que pena que coisa bonita diga Qual a palavra que nunca foi dita antes Qualquer maneira de

Geraldo Azevedo

Sabiá

A todo mundo eu dou "Psiu" (Psiu! Psiu! Psiu!) Perguntando por meu bem (Psiu! Psiu! Psiu!) Tendo o coração vazio Vivo assim a dá "Psiu" Sabiá vem cá também... A todo mundo eu dou "Psiu" (Oh! Psiu!) Perguntando por meu bem (He! Psiu!) Tendo o coração vazio Vivo assim a dá "Psiu" Sabiá vem

Geraldo Azevedo

Quando Fevereiro Chegar

Quando fevereiro chegar Saudade já não mata a gente A chama continua no ar O fogo vai deixar semente A gente ri, a gente chora Ai ai, ai ai, a gente chora Fazendo a noite parecer um dia Faz mais Depois faz acordar cantando Pra fazer e acontecer Verdades e mentiras Faz

Geraldo Azevedo

Caravana

Corra não pare, não pense demais Repare essas velas no cais Que a vida é cigana É caravana É pedra de gelo ao sol Degelou teus olhos tão sós Num mar de água clara

Geraldo Azevedo

Veja Margarida

Veja você, Arco-iris já mudou de cor Uma rosa nunca mais desabrochou E eu não quero ver você Com essa gosto de sabão na boca arco-íris já mudou de cor uma rosa nunca mais desabrochou não quero ver você Veja meu bem, gasolina vai subir de preço Eu não quero

Geraldo Azevedo

Você se Lembra

Entre as estrelas do meu drama Você já foi meu anjo azul Chegamos num final feliz Na tela prateada da ilusão Na realidade onde está você Em que cidade você mora Em que paisagem em que país Me diz em que lugar, cadê você Você se lembra Torrentes de paixão Ouvir

Geraldo Azevedo

Canção da Despedida

Já vou embora Mas sei que vou voltar Amor não chora Se eu volto é pra ficar Amor não chora Que a hora é de deixar O amor de agora Pra sempre ele ficar Eu quis ficar aqui Mas não podia O meu caminho a ti Não conduzia Um rei mal coroado Não queria O

Geraldo Azevedo

Canta Coração

Canta, canta passarinho, canta, canta miudinho Na palma da minha mão Quero ver você voando, quero ouvir você cantando Quero paz no coração Quero ver você voando, quero ouvir você cantando Na palma da minha mão Na palma da minha mão tem os dedos tem as linhas Que

Geraldo Azevedo

Barcarola De São Francisco

É a luz do sol que encandeia Sereia de além mar Clara como o clarão do dia Marejou meu olhar Olho d'água, beira de rio Vento, vela a bailar Barcarola do São Francisco Me leve para o mar Era um domingo de lua Quando deixei Jatobá Era quem sabe a esperança Indo

Geraldo Azevedo

Cantiga De Amigo

Lá na Casa dos Carneiros Onde os violeiros Vão cantar louvando você Em cantiga de amigo Cantando comigo Somente porque você é Minha amiga mulher Lua nova do céu que já não me quer Dezesete é a minha conta Vem minha amiga e conta Uma coisa linda pra mim Conta os fios

Geraldo Azevedo

Sétimo céu

Eu e você No mundo da lua de mel Você e eu Voando no sétimo céu Dê no que dê A gente não quer mais parar Aconteceu E eu quero de novo Quero você Ainda que faça chorar Quero você Sorrindo querendo ficar Dá pra sentir O teu coração bater no meu Dá pra saber Aonde