Menu

Hinos de Estados - Letras e Músicas

Hinos de Estados

Hino do Rio Grande do Sul

Como a aurora precursora Do farol da divindade Foi o 20 de Setembro O precursor da liberdade Mostremos valor constância Nesta ímpia e injusta guerra Sirvam nossas façanhas De modelo a toda Terra De modelo a toda Terra Sirvam nossas façanhas De modelo a toda Terra Mas não basta pra ser livre Ser

Hinos de Estados

Hino de Rondônia

Quando nosso céu se faz moldura Para engalanar a natureza Nós, os Bandeirantes de Rondônia Nos orgulhamos de tanta beleza Como sentinelas avançadas Somos destemidos pioneiros Que destas paragens do poente Gritam com força: "Somos Brasileiros!" Desta fronteira de nossa Pátria Rondônia trabalha febrilmente Nas oficinas e nas escolas A orquestração empolga

Hinos de Estados

Hino de Minas Gerais

Oh! Minas Gerais Oh! Minas Gerais Quem te conhece Não esquece jamais Oh! Minas Gerais Tuas Terras que são altaneiras O seu céu é do puro anil És bonita oh terra mineira Esperança do nosso Brasil Tua lua é a mais prateada Que ilumina o nosso torrão És formosa oh terra encantada És

Hinos de Estados

Hino do Piauí

Salve a terra que aos céus arrebatas Nossas almas nos dons que possuis A esperança nos verdes das matas A saudade das serras azuis Piauí, terra querida Filha do Sol do Equador Pertencem-te a nossa vida Nosso sonho, nosso amor! As águas do Parnaíba Rio abaixo, rio arriba Espalham pelo sertão E

Hinos de Estados

Hino do Paraná

Entre os astros do Cruzeiro És o mais belo a fulgir! Paraná! Serás luzeiro! Avante! Para o porvir! O teu fulgor de mocidade Terra, tens brilho de alvorada Rumores de felicidade Canções e flores pela estrada Rumores de felicidade Canções e flores pela estrada! Entre os astros do Cruzeiro És o mais

Hinos de Estados

Hino de Alagoas

Alagoas, estrela radiosa Que refulge ao sorrir das manhãs Da República és filha donosa Maga estrela entre as estrelas irmãs Alma pulcra de nossos avós Como benção de amor e de paz Hoje paira a fulgir sobre nós E maiores, mais forte nos faz Tu liberdade formosa Gloriosa hosana entoas Salve,

Hinos de Estados

Hino de Santa Catarina

Sagremos num hino de estrelas e flores Num canto sublime de glórias e luz As festas que os livres frementes de ardores Celebram nas terras gigantes da cruz Quebram-se férreas cadeias Rojam algemas no chão Do povo nas epopeias Fulge a luz da redenção Quebram-se férreas cadeias Rojam algemas no

Hinos de Estados

Hino de Pernambuco

Coração do Brasil em teu seio Corre sangue de heróis - rubro veio Que há de sempre o valor traduzir És a fonte da vida e da história Desse povo coberto de glória O primeiro, talvez, no porvir Salve ó terra dos altos coqueiros! De belezas soberbo estendal! Nova

Hinos de Estados

Hino do Pará

Salve, ó terra de ricas florestas Fecundadas ao sol do Equador Teu destino é viver entre festas Do progresso, da paz e do amor! Salve, ó terra de ricas florestas Fecundadas ao sol do Equador! Ó Pará, quanto orgulhas ser filho De um colosso, tão belo e tão

Hinos de Estados

Hino do Estado do Rio de Janeiro

Fluminenses, avante! Marchemos Às conquistas da paz, povo nobre! Somos livres, alegres brademos Que uma livre bandeira nos cobre Fluminenses, eia! Alerta! Ódio eterno à escravidão! Que na Pátria enfim liberta Brilha a luz da redenção! Nesta Pátria, do amor áureo templo Cantam hinos a Deus nossas almas Veja o mundo

Hinos de Estados

Hino do Estado de São Paulo

Paulista, para um só instante Dos teus quatro séculos Ante tua terra sem fronteiras O teu São Paulo das "bandeiras"! Deixa para trás o presente Olha o passado à frente Vem com Martim Afonso a São Vicente Galga a Serra do Mar! Além, lá no alto Bartira sonha sossegadamente Na sua

Hinos de Estados

Hino do Ceará

Terra do sol, do amor, terra da luz! Soa o clarim que a tua glória conta! Terra, o teu nome a fama aos céus remonta Em clarão que seduz! Nome que brilha - esplêndido luzeiro Nos fulvos braços de ouro do cruzeiro! Mudem-se em flor as pedras

Hinos de Estados

Hino do Espírito Santo

Surge ao longe a estrela prometida Que a luz sobre nós quer espalhar Quando ela ocultar-se no horizonte Há de o sol nossos feitos lumiar Nossos braços são fracos, que importa? Temos fé, temos crença a fartar Supre a falta de idade e de força Peitos nobres, valentes,

Hinos de Estados

Hino de Mato Grosso

Limitando, qual novo colosso O ocidente do imenso Brasil Eis aqui, sempre em flor, Mato Grosso Nosso berço glorioso e gentil Eis a terra das minas faiscantes Eldorado como outros não há Que o valor de imortais bandeirantes Conquistou ao feroz Paiaguás! Salve, terra de amor, terra do ouro Que

Hinos de Estados

Hino da Bahia

Nasce o sol a 2 de julho Brilha mais que no primeiro É sinal que neste dia Até o sol é brasileiro Nunca mais o despotismo Regerá nossas ações Com tiranos não combinam Brasileiros corações Salve, oh! Rei das Campinas De Cabrito a Pirajá Nossa pátria hoje livre Dos tiranos não será Nunca

Hinos de Estados

Hino do Amapá

Eia! Povo destemido Deste rincão brasileiro Seja sempre o teu grito partido De leal coração altaneiro Salve! Rico torrão do Amapá Solo fértil de imensos tesouros Os teus filhos alegres confiam Num futuro repleto de louros Se o momento chegar algum dia De morrer pelo nosso Brasil Hão de ver deste

Hinos de Estados

Hino do Maranhão

Entre o rumor das selvas seculares Ouviste um dia no espaço azul, vibrando O troar das bombadas nos combates E, após, um hino festival, soando Salve Pátria, Pátria amada! Maranhão, Maranhão, berço de heróis Por divisa tens a glória Por nume, nossos avós Era a guerra, a vitória, a

Hinos de Estados

Hino de Goiás

Santuário da Serra Dourada Natureza dormindo no cio Anhangüera, malícia e magia, Bota fogo nas águas do rio. Vermelho, de ouro assustado, Foge o índio na sua canoa. Anhangüera bateia o tempo: ?Levanta, arraial Vila Boa! Estribilho: Terra Querida Fruto da vida, Recanto da Paz. Cantemos aos céus, Regência de Deus, Louvor, louvor a Goiás! (repetem-se

Hinos de Estados

Hino do Amazonas

Nas paragens da história o passado É de guerras, pesar e alegria É vitória pousando suas asas Sobre o verde da paz que nos guia Assim foi que nos tempos escuros Da conquista apoiada ao canhão Nossos povos plantaram seu berço Homens livres na planta do chão Amazonas de

Hinos de Estados

Hino do Acre

Que este sol a brilhar soberano Sobre as matas que o veem com amor Encha o peito de cada acreano De nobreza, constância e valor Invencíveis e grandes na guerra Imitemos o exemplo sem par Do amplo rio que brilha com a terra Vence-a e entra brigando com