Menu

Humberto Gessinger - Letras e Músicas

Humberto Gessinger

Olhos Abertos

Tenho visto no espelho Um aparelho de tv ligado Tenho visto a lua cheia Em cadeia nacional Tenho visto no espelho Olhos vermelhos assustados Procuro dias inteiros No escuro, noites em claro Os caras que eu poderia ter sido As caras que eu poderia ter tido {mas eu não quero sentir

Humberto Gessinger

Ninguém É Igual a Ninguém

Há tantos quadros na parede Há tantas formas de se ver o mesmo quadro Há tanta gente pelas ruas Há tantas ruas e nenhuma é igual a outra Ninguém = ninguém Me encanta que tanta gente sinta (se é que sente) a mesma indiferença Há tantos quadros na

Humberto Gessinger

Pra Ser Sincero

Pra ser sincero Não espero de você Mais do que educação Beijo sem paixão Crime sem castigo Aperto de mãos Apenas bons amigos Pra ser sincero Não espero que você Minta! Não sinta-se capaz De enganar Quem não engana A si mesmo Nós dois temos Os mesmos defeitos Sabemos tudo A nosso respeito Somos suspeitos De um crime perfeito Mas crimes

Humberto Gessinger

Bora

O que era permanente, transcendente De repente eu esqueci O que diz a teu respeito Aquela camiseta do AC/DC? O que quer dizer o hino, a moeda, a fronteira A bandeira hasteada a meio pau? Era permanente, transcendente E de repente foi pro escambau Bora, chegou a hora À luz

Humberto Gessinger

De Fé

Sempre que eu preciso Me desconectar Todos os caminhos Levam ao mesmo lugar É meu esconderijo O meu altar Quando todo mundo Quer me crucificar... Eu só quero estar Com você! Ficar com você!... Quando o tempo fecha E o céu quer desabar Perto do limite Difícil de agüentar Eu volto prá casa E te peço prá

Humberto Gessinger

Segura a Onda Dorian Gray

Que susto eu levei quando olhei no espelho Caralho, como estou ficando velho! Ainda bem que ela está comigo Cada vez mais bela, cada vez mais velha Cada vez mais Que pena ter que ter só dez mil anos Cara, falta tempo, sobram planos! Já não sei mais

Humberto Gessinger

Faz Parte

Por um pedaço de pão, por uma história pra contar Por acaso, por um triz, só pra contrariar Tua direção, tua mão a indicar O rumo certo, o caminho mais curto Não vou agora, não; não quero te encontrar Preciso me perder como preciso de ar Perder

Humberto Gessinger

O Que Você Faz À Noite?

O que você faz depois do fim da festa Se nada resta? Ninguém mais presta atenção O que você faz depois do fim da festa Se manifesta a febre E o corpo implora proteção? O que você faz Se um bar parece um barco E a cidade um oceano? O

Humberto Gessinger

Tchau Radar, A Canção

Só um rascunho A folha está cheia deles Riscos e palavras Procurando um caminho Só um caminho A vida está cheia deles Meu destino eu faço Traço passo a passo Sou um rascunho Pelo jeito a mão tremia Pelo jeito pretendia Passar a limpo outro dia Hoje estou só Hoje estou tão cheio deles Sou

Humberto Gessinger

Pose

Vamos passear depois do tiroteio Vamos dançar num cemitério de automóveis Colher as flores que nascerem no asfalto Vamos todo mundo...tudo que se possa imaginar Vamos duvidar de tudo o que é certo Vamos namorar à luz do pólo petroquímico Voltar pra casa num navio fantasma Vamos todo

Humberto Gessinger

Desde Aquele Dia

Desd'aquele dia Nada me sacia Minha vida tá vazia Desd'aquelia dia Parece que foi ontem Parece que chovia Um rosto apareceu (uma heroína) O rosto era o seu (seu rosto de menina) Parece que foi ontem Parece que chovia Desd'aquele dia Minhas noites são iguais Se eu não vou à luta Eu não tenho paz Se eu

Humberto Gessinger

ANDO SÓ

Ando só Pois só eu sei Pra onde ir Por onde andei Ando só Nem sei por que Não me pergunte O que eu não sei Pergunte ao pó Desça o porão Siga aquele carro Ou as pegadas que eu deixei Pergunte ao pó Por onde andei Há um mapa dos meus passos Nos pedaços que

Humberto Gessinger

Dom Quixote

Muito prazer, meu nome é otário Vindo de outros tempos mas sempre no horário Peixe fora d'água, borboletas no aquário Muito prazer, meu nome é otário Na ponta dos cascos e fora do páreo Puro sangue, puxando carroça Um prazer cada vez mais raro Aerodinâmica num tanque de

Humberto Gessinger

Insular

Insular Quem vem lá Unindo os pontos Erguendo pontes Singular Se não há Um plural Outro igual Procurar O tom, o par O som, a pausa Humberto gessinger: Voz, violão, guitarra

Humberto Gessinger

A Ponte Para o Dia

Um travesseiro com teu cheiro Seria a ponte para o dia Seria noite a vida inteira Se não houvesse travessia Preciso atravessar A nuvem de metal Que pesa na minha cabeça Uma palavra incompreensível Seria a ponte para o dia Seria noite a vida inteira Não fosse a tua caligrafia Preciso atravessar O

Humberto Gessinger

Sua Graça

Um santo com meu nome Já andou por este chão Ele não deixou pegadas Estradas também não Fico imaginando O que levou à redenção O santo com meu nome Que andou por este chão Envelopes com meu nome Já cruzaram oceanos Se perderam no caminho Navegaram outros planos Fico imaginando Se rasgaram o papel Se

Humberto Gessinger

Nuvem

Se está com ele está sozinha E sozinha não quer mais ficar Se está com ele é porque quer Porque não quer mudar Diga adeus Diga adeus ou não diga nada Diga adeus Se está chegando o fim da linha 'tá na hora de saltar Se está com ele está

Humberto Gessinger

Eu que não amo Você

Eu que não fumo, queria um cigarro Eu que não amo você Envelheci dez anos ou mais Nesse último mês Eu que não bebo, pedi um conhaque Pra enfrentar o inverno Que entra pela porta Que você deixou aberta ao sair... O certo é que eu dancei sem querer

Humberto Gessinger

Alexandria

Não tira a razão de quem não tem razão Não ponha a mão no fogo pois é verão Não dou razão a quem perde a razão Presta atenção Então, vá procurar O que caiu da mão Refazer sozinho o caminho Olhando pro chão Gente demais, com tempo demais Falando demais,

Humberto Gessinger

Essas Vidas da Gente

Prenda minha, São tantas e tão diferentes Essas vidas da gente Centenas sem igual Prenda minha Tantas, mas insuficientes Essas vidas da gente Centelhas pelo ar Não há quem segure A fagulha se espalha Que seja eterno Esse fogo de palha Sem pressa e pra sempre Bocas e braços Distantes diamantes Beijos e abraços Prenda minha, Foi bom