Menu

João Mineiro e Marciano - Letras e Músicas

João Mineiro e Marciano

Ainda Ontem Chorei de Saudade

Você me pede na carta Que eu desapareça Que eu nunca mais te procure Pra sempre te esqueça Posso fazer sua vontade Atender seu pedido Mas esquecer é bobagem É tempo perdido Ainda ontem chorei de saudade Relendo a carta, sentindo o perfume Mas que fazer com essa dor que me

João Mineiro e Marciano

Meu Primeiro Amor

Saudade, palavra triste quando se perde um grande amor Na estrada longa da vida eu vou chorando a minha dor Igual uma borboleta vagando triste por sobre a flor Seu nome sempre em meus lábios irei chamando por onde for Você nem sequer se lembra

João Mineiro e Marciano

Romaria

É de sonho e de pó O destino de um só Feito eu perdido em pensamentos Sobre o meu cavalo É de laço e de nó De gibeira o jiló Dessa vida cumprida a Sol Sou caipira, Pirapora Nossa Senhora de Aparecida Ilumina a mina escura e funda O trem da

João Mineiro e Marciano

Viola Está Chorando

Trago no peito uma saudade tão doída Tão cruel tão atrevida que eu não posso controlar No pensamento aquela flor maravilhosa Flor morena e formosa que se foi pra não voltar Lembro das noites de canções e poesia Noite a dentro a gente ia e eu

João Mineiro e Marciano

Seu Amor Ainda é Tudo

Muito prazer em revê-la Você está bonita Muito elegante, mais jovem Tão cheia de vida Eu ainda falo de flores E declamo seu nome Mesmo meus dedos me traem E disco seu telefone É minha cara, eu mudei minha cara Mas por dentro eu não mudo O sentimento não para A doença

João Mineiro e Marciano

A Bailarina

Ela era quase criança nos sonhos bons de menina Queria ser bem famosa, queria ser bailarina E despediu-se bem nova, contra a vontade dos pais E foi tentar a carreira, não retornou nunca mais Para contar sua história, não preciso tanto Ela foi sempre enganada e

João Mineiro e Marciano

Aline

Ontem retornei Na areia Branca e ardente Então te esperei Ouvi os teus risos Que eram vindos Que uma onda Trouxe ao meus pés E eu chamei, chamei Aline! Estou aqui E eu chorei, chorei Um mar só por ti Risquei na areia Teu lindo rosto Sempre sorrindo Talvez de mim A onda mansa Tudo apagou A mesma esperança De

João Mineiro e Marciano

Telefone Mais

Hoje de manhã meu telefone Resolveu me dar sinal de vida Me despertou, tocou, tocou e eu atendi Ouvi uma voz que sempre foi tão pretendida Eu ouvi de novo a sua voz Pelo menos se lembrou de mim Quanta alegria propiciou Por favor me faça sempre assim Me

João Mineiro e Marciano

Se eu Não Puder te esquecer

Se eu não puder te esquecer Mando dizer numa flor Mando uma estrela avisar Que o velho amor acordou Se não puder me esquecer Basta dizer por aí Quando você sussurrar Meu coração vai ouvir Esquecer Difícil demais Ninguém é capaz Se amou um pouquinho Esquecer Você nem pensar E quando eu tentar Que eu morra

João Mineiro e Marciano

O Beijo do Adeus

Devolva todas minhas coisas porque não lhe servem Arrume tudo numa caixa que eu vou buscar À noite vou bater na porta com toda tristeza Você vai rever a quem não consegue amar Prefiro aparecer à noite pra esconder meu rosto Cansado por essa saudade que

João Mineiro e Marciano

As Paredes Azuis

Já se vai mais de uma semana sem você E eu aqui lutando pra esquecer Tentando enganar meu coração Entre nós tudo se tornou um caso sério Que por fim foi terminar em adultério Que muita gente chama de traição Aqui todas as paredes são azuis Aquela mesma cor que

João Mineiro e Marciano

Amantes e Amigos

Eu só quero que você permaneça Minha amiga como sempre foi Se erramos, por favor, esqueça Se errei, por favor, me perdoe E que culpa tenho eu por me entregar inteiramente E que culpa tem você se me entregou tão de repente? Não se acanhe, esqueça o

João Mineiro e Marciano

Minha Serenata

Nesta rua deserta e calma No silêncio da madrugada Eu canto esta serenata Para ti, oh minha amada Não sei estás dormindo Ou se estás acordada Somente com meu violão Ofereço-te essa canção Nesta noite enluarada Você sabe mulher, você sabe O motivo que vivo cantando Você sabe mulher, você sabe Porque as

João Mineiro e Marciano

Amor e Amizade (Dia Sim Dia Não)

Sou sua vida, você é os meus momentos Além de muito amor nós somos bons amigos Amamos por desejo não existe obrigação Me dou bem com você e você se dá comigo Em dia nós amamos noutro dia compreendemos Juntamos os problemas e tentamos resolver Amor e

João Mineiro e Marciano

No Mesmo Lugar (Coisa Estranha)

Nem mesmo outro rosto bonito Me faz te esquecer Nem mesmo o sabor de outra boca Te substitui Nem mesmo o melhor dos momentos Nos braços de alguém Fará com que eu seja outra vez O mesmo que fui A vida tem horas difíceis Pra gente passar Pedaços quase impossíveis Pra se

João Mineiro e Marciano

Chuvas de Maio

As fortes chuvas de maio Tiveram a culpa do meu padecer Quando contigo eu estava A caminho da igreja começou a chover A chuva caía cruelmente A igreja distante, pobre de mim No salão procurastes abrigo E foi ali mesmo que eu te perdi Hoje quando cai a chuva Choro

João Mineiro e Marciano

Crises de Amor

Só existe um caminho pra nós dois Não adianta nem tentar variações Já bebeu da mesma água que bebi Batizou com seu amor meu coração. Não adianta lamentar o que passou É por isso que eu peço não se vá Fui parceiro nos momentos mais felizes Se agora

João Mineiro e Marciano

Caminhão É Assim

Eu vivo pela estrada Com um caminhão nos braços e alguém no coração Meu amor é dividido Porque eu morro por ela e vivo pelo caminhão Dois amores diferentes, mas com eles me completo Eu não vivo em abandono No calor de uma cabine ou nos braços

João Mineiro e Marciano

Amor Clandestino

Quando a porta se abrir Você vai sair e pedir que eu esqueça Toda vez é assim, vai fugindo de mim Quase perco a cabeça Quando o relógio avisa Visto a minha camisa Me escondendo da dor Nem bem a porta se fecha Você me esquece no elevador Fica a

João Mineiro e Marciano

Esta Noite Como Lembrança

Você me pede, nesta noite em que estamos juntos Que eu fique e que faça você feliz Peço desculpas mesmo chorando eu abro a porta O seu destino infelizmente eu não fiz Agora resta partir, vida minha Eu tenho que deixar você aqui Chorando confessa que sem mim não dorme Confesso que sem você não