Menu

Nação Zumbi - Letras e Músicas

Nação Zumbi

Um Sonho

Estão comendo o mundo pelas beiradas Roendo tudo, quase não sobra nada Respirei fundo, achando que ainda começava Um grito no escuro, um encontro sem hora marcada Ontem eu tive esse sonho Nele encontrava com você Não sei se sonhava o meu sonho Ou se o sonho que

Nação Zumbi

Monólogo Ao Pé Do Ouvido

Modernizar o passado É uma evolução musical Cadê as notas que estavam aqui Não preciso delas! Basta deixar tudo soando bem aos ouvidos O medo dá origem ao mal O homem coletivo sente a necessidade de lutar o orgulho, a arrogância, a glória Enche a imaginação de domínio São demônios,

Nação Zumbi

Da Lama Ao Caos

Posso sair daqui para me organizar Posso sair daqui para desorganizar Posso sair daqui para me organizar Posso sair daqui para desorganizar Da lama ao caos, do caos à lama Um homem roubado nunca se engana Da lama ao caos, do caos à lama Um homem roubado nunca

Nação Zumbi

Maracatu Atômico

O bico do beija-flor Beija a flor, beija a flor E toda fauna-flora grita de amor Quem segura o porta-estandarte Tem a arte, tem a arte E aqui passa com raça eletrônico o maracatu atômico Anamauê, auêia, aê Anamauê, auêia, aê Anamauê, auêia, aê Anamauê Atrás do arranha-céu tem o céu

Nação Zumbi

A Praieira

No caminho é que se vê A praia melhor pra ficar Tenho a hora certa pra beber Uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando melhor E eu piso onde quiser Você está girando melhor, garota Na areia onde o mar chegou A ciranda acabou

Nação Zumbi

Defeito Perfeito

De perto a cor é outra Se enxerga inteiro O defeito aparece É bem diferente Nada é como se quer Nada De perto a cor é outra Se sente o cheiro o defeito aparece É bem diferente Nada é como se espera Nada não Eu lhe quero assim Desse jeito Não pense que você

Nação Zumbi

Risoflora

Eu sou um caranguejo e estou de andada Só por sua causa, só por você, só por você E quando estou contigo eu quero gostar E quando estou um pouco mais junto eu quero te amar E aí deixar de lado como a flor que

Nação Zumbi

Cicatriz

Quando fica cicatriz fica difícil de esquecer Quando fica cicatriz fica difícil de esquecer Visível marca de um riscado inesperado Pra lembrar e nunca mais esquecer Visível marca de um riscado inesperado Pra lembrar o que lhe aconteceu Ficar bem desenhado só pra ser bem lembrado Risco do

Nação Zumbi

A Cidade

O sol nasce e ilumina as pedras evoluídas Que cresceram com a força de pedreiros suicidas Cavaleiros circulam vigiando as pessoas Não importa se são ruins, nem importa se são boas E a cidade se apresenta centro das ambições Para mendigos ou ricos e outras armações Coletivos,

Nação Zumbi

Manguetown

Estou enfiado na lama É um bairro sujo Onde os urubus têm casas E eu não tenho asas Mas estou aqui em minha casa Onde os urubus têm asas Vou pintando segurando as paredes do mangue do meu quintal Manguetown Andando por entre os becos Andando em coletivos Ninguém foge ao

Nação Zumbi

Novas Auroras

Feliz pelo o que ainda não veio E saudades do que nem foi Esperando o melhor dos agoras Sem termos o antes E já queremos o depois E do lado, e fora dos olhos Os ponteiros disfarçam até o anoitecer O tempo já sorrindo pra fim Relógios não esperam

Nação Zumbi

Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada

Carrego pra onde vou O peso do meu som Lotando minha bagagem o Meu maracatu pesa uma tonelada de surdez E pede passagem o Meu maracatu pesa uma tonelada... Sempre foi atômico Agora biônico, e eletron-sansônico Alterando as batidas No azougue pesado Em ritmo crônico Tropa de todos os baques existentes De longe

Nação Zumbi

A Melhor Hora da Praia

Estão todos sempre se aprontando Pra grande festa que quando começa Não quer mais acabar Peleja que não se ensaia Ciranda que não para A melhor hora da praia Roda gigante eterna Começo sem fim Ciranda que não para A melhor hora da praia Roda gigante eterna Começo sem fim Sem fim Andei, andei Faça

Nação Zumbi

Blunt Of Judah

Eu tô bem na minha altura Onde na fadiga do vento É que o veneno circula E o remédio nem deve saber Que acabou o descanso Pra encontrar a cura Fêmea soñadora, seus devaneios Me faz ver através das portas E até atravessar espelhos Tô no caminho do Blunt of

Nação Zumbi

Rios, Pontes & Overdrives

Porque no rio tem pato comendo lama? Porque no rio tem pato comendo lama? Porque no rio tem pato comendo lama? Rios, pontes e overdrives - impressionantes esculturas de lama Mangue, mangue, mangue, mangue, mangue, mangue, mangue Rios, pontes e overdrives - impressionantes esculturas de lama Mangue,

Nação Zumbi

Bossa Nostra

Ninguém quer saber O gosto do sangue Mas o vermelho Ainda é a cor que incita a fome Depende da hora e da cor Depende da hora Da hora, da cor e do cheiro Cada cor tem o seu cheiro Cada hora lança sua dor E dessa insustentável leveza de

Nação Zumbi

Banditismo Por Uma Questão De Classe

Há um tempo atrás se falava de bandidos Há um tempo atrás se falava em solução Há um tempo atrás se falava em progresso Há um tempo atrás que eu via televisão Galeguinho do Coque não tinha medo, não tinha Não tinha medo da perna cabeluda Biu

Nação Zumbi

Prato de Flores

Mais perto da essência O Sentido respira Mas nem sempre o ar mais puro se tem Mais perto da essência O sentido respira Consumido no perfume que vem Eu vou lhe dar um prato de flores E no seu ventre vou fazer o meu jardim Que vai florir x2 Quando

Nação Zumbi

O Cidadão Do Mundo

A estrovenga girou Passou perto do meu pescoço Corcoviei, corcoviei Não sou nenhum besta seu moço A coisa parecia fria Antes da luta começar Na roda a estrovenga surgia Girando veloz pelo ar Eu pulei, eu pulei E corri no coice macio Só queria matar a fome No canavial na beira do

Nação Zumbi

Quando a Maré Encher

Fui na rua pra brigar, procurar o que fazer Fui na rua cheirar cola, arrumar o que comer Fui na rua jogar bola, ver os carros correr Tomar banho de canal quando a maré encher Quando a maré encher, quando a maré encher Tomar banho de