Menu

Nenhum de Nós - Letras e Músicas

Nenhum de Nós

O Astronauta de Mármore

A lua inteira agora É um manto negro Oh! Oh! O fim das vozes no meu rádio Oh! Oh! São quatro ciclos No escuro deserto do céu Quero um machado Pra quebrar o gelo Oh! Oh! Quero acordar Do sonho agora mesmo Oh! Oh! Quero uma chance De tentar viver sem dor Sempre estar lá E ver

Nenhum de Nós

Extraño

O que eu sinto a respeito dos homens é estranho É estranho como é frio É estranho como eu perdi a fé Éestranho como é estranho Perguntar o nome O que eu sinto a respeito de nós é estranho É estranho como é triste É estranho como olhar

Nenhum de Nós

Camila Camila

Depois da última noite de festa Chorando e esperando amanhecer, amanhecer As coisas aconteciam com alguma explicação Com alguma explicação Depois da última noite de chuva Chorando e esperando amanhecer, amanhecer Às vezes peço a ele que vá embora Que vá embora Camila Camila, Camila Eu que tenho medo até de

Nenhum de Nós

Das Coisas Que Eu Entendo

Pa, pa, pa, pa Oh meu amigo, eu esperei tanto tempo por respostas E depois de tanto tempo Ainda havia mais pra esperar Então eu sentei e esperei E resolvi desprezar o tempo Eu não sabia mais o que vestir E eu não tinha mais pra onde ir Você

Nenhum de Nós

Você Vai Lembrar de Mim

Quando eu te vejo Espero teu beijo Não sinto vergonha Apenas desejo Minha boca encosta Em tua boca que treme Meus olhos eu fecho Mas os teus estão abertos Tudo bem se não deu certo Eu achei que nós chegamos tão perto Mas agora, com certeza, eu enxergo Que no fim eu

Nenhum de Nós

Igual a Você

Eu sei que nós dois éramos bons amigos Você conhecia meus medos escondidos Eu guardava segredos proibidos Estávamos ligados, comprometidos Algumas vezes menti pra te proteger Você me fez fugir quando o melhor era mesmo correr Eu fazia você sorrir na hora exata de chorar Você me ensinou

Nenhum de Nós

Amanhã Ou Depois

Deixamos pra depois uma conversa amiga Que fosse para o bem, que fosse uma saí­da Deixamos pra depois a troca de carinho Deixamos que a rotina fosse nosso caminho Deixamos pra depois a busca de abrigo Deixamos de nos ver fazendo algum sentido Amanhã ou depois, tanto

Nenhum de Nós

Diga a Ela

Diga a ela que você me viu Que eu parecia muito bem Apesar de tantas noites vazias Tantas madrugadas vendo tv Na verdade, dias intermináveis Diga a ela que me viu num bar E eu estava com uns amigos Apesar de eu conhecer quem me rodeia Tantos estranhos tão

Nenhum de Nós

Sobre o Tempo

Os homens trocam as famílias As filhas, filhas de suas filhas E tudo aquilo que não podem entender Os homens criam os seus filhos Verdadeiros ou adotivos Criam coisas que não deviam conceber O tempo passa e nem tudo fica A obra inteira de uma vida O que se

Nenhum de Nós

Eu Caminhava

Eu caminhava Minhas pernas se encontravam, se despediam Vencendo cruzamentos, ganhando esquinas Chegando a lugares que de longe eu enxergava Um estranho, encostado na parede mostrou os braços Longos brancos braços marcados, ofereceu a prisão Longos dias contados, entre um tiro e um espelho eu o deixei (REFRÃO

Nenhum de Nós

Um Girassol da Cor de Seu Cabelo

Vento solar, estrelas do mar A terra azul da cor do seu vestido Vento solar, estrelas do mar Você ainda quer morar comigo? (2x) Se eu cantar não chore, não É só poesia Eu só preciso ter você Por mais um dia Ainda gosto de dançar Bom dia Como vai você?

Nenhum de Nós

Dança do Tempo

Olhe sempre pros dois lados, Antes de julgar, de se manifestar, Ou pra cruzar a rua Pense, antes de escolher alguém pra namorar, Alguém para ficar, Quem sabe a vida inteira Por favor entenda se eu pedir pra você não voltar tão tarde Isso aconteceu quando no seu

Nenhum de Nós

Julho de 83

Acho que era julho de 83 Eu sempre esqueço do dia Mas lembro do mês A gente mal se conhecia Nos vimos apenas uma vez Mas foi como a fotografia De um velho filme francês Não fosse a roupa que eu vestia Naquele estilo new wave Quem sabe eu conseguiria Chegar

Nenhum de Nós

Vou Deixar Que Você Se Vá

Minhas mãos estão cansadas Não tenho mais onde me agarrar Tudo já se foi Amizade, carinho e amor Não há mais por que lutar Minhas mãos estão cansadas Não vou mais lhe segurar Vou deixar que você se vá Não vou mais lhe segurar Vou deixar que você se vá Não

Nenhum de Nós

Paz e Amor (Acústico)

Flores na cabeça Nossos pés descalços Nossa vida toda De paz e amor Flores na cabeça Nossos pés descalços Nossa vida toda De paz e amor Paz e amor Chame a família, avise o tio e o avô Hoje todos vão saber que a sua garotinha se casou Proibida, escondida, muito jovem

Nenhum de Nós

Da Janela

Da janela eu vejo a rua Onde ela caminha todo o dia Ela passa E sempre acha graça quando me vê Mas ela passa tão depressa Que eu não tenho tempo E nem coragem De abrir a boca e fazer a pergunta que eu ensaiei Ensaiei (chorus) Você ainda me ama Me

Nenhum de Nós

Eu Não Entendo

Por que você não disse que viria? Logo agora que eu tinha Me curado das feridas Que você abriu quando se foi Por que chegou sem avisar? Eu queria tempo pra me preparar Com a roupa limpa, a casa em ordem E um sorriso falso pra enganar Eu não

Nenhum de Nós

Paz e Amor (Ao Vivo)

Chame a família, avise o tio e o avô Hoje todos vão saber que a sua garotinha se casou Proibida, escondida, muito jovem pra escolher Sua mãe quase desmaia, Seu pai diz que quer morrer Já fui seu namorado por isso ela me chamou Para que eu

Nenhum de Nós

Tente Outra Vez

Veja Não diga que a canção está perdida Tenha fé em Deus, tenha fé na vida Tente outra vez Beba Pois a água viva ainda está na fonte Você tem dois pés para cruzar a ponte Nada acabou Tente Levante tua mão sedenta e recomece a andar Não pense que a

Nenhum de Nós

Canção da Meia-Noite

Quando a meia-noite me encontrar Junto a você Algo diferente vou sentir Vou precisar me esconder Na sombra da lua cheia Este medo de ser Um vampiro, um lobisomem, um saci-pererê Um vampiro, um lobisomem, um saci-pererê Dona senhora, meia-noite eu canto Essa canção anormal Dona senhora, nesta lua cheia Meu corpo