Menu

Oriente - Letras e Músicas

Oriente

Linda, Louca e Mimada

Ela só quer viajar, ela só quer viajar Da night pra praia, da praia pra casa, da casa pro lar No drop alucinante constante da onda eterna Quem reina é ela no reino do mar Ela só quer viajar, ela só quer viajar Ela só quer

Oriente

Se Oriente

Meu pai é um homem de bem Me ensinou a não me achar nem melhor nem pior que ninguém Quando mostrei minhas primeiras rimas pro meu coroa Ele me deu um sorriso mais do que profundo E disse Vai, meu filho, agora é sua vez de

Oriente

Vida Longa Mundo Pequeno

Até mais Espero o tempo rolar Mesmo tempo que esperei pra gente se enrolar Tu deitada a me olhar, minha barba por fazer Lembra as mancadas que eu dei, de novo tenta adormecer Deitados, abraçados, pleno verão, muito calor O jazz baixim no computador, se funde ao

Oriente

Ideologia

Tô pensando comigo mesmo Sera que Deus faz uma troca? Leva todos os maluco do Restart e traz Renato Russo de volta Leva Akon e traz Bob Marley Leva Fresno e traz Sabotage Leva Luan Santana e vem o Bradley do Sublime Leva o Sean Kingston e

Oriente

Vagabundo Também Ama

Você é colorida e eu sou preto e branco Você dá uma corrida e eu dou mais um catranco Você gosta do caminho do meio, eu chego e fico de canto Você curtindo o recreio, eu de novo aula matando Você fazendo oferenda, eu vivo

Oriente

Orientai-me (part. Black Alien)

Aos braços do passado dedico as minhas vitórias Fiz o melhor que pude, fiz o melhor que pude De coração aberto sigo o caminho do meio Amor e atitude, amor e atitude Fracassos do passado mudaram minha trajetória Busquei a plenitude, busquei a plenitude O esforço foi

Oriente

O Vagabundo e a Dama

Ele chegou da pista, viu a cama e foi cochilar Ela acordou, abriu a janela, e viu o sol nascendo no mar Ele abriu a geladeira, de novo pão com mortadela Ela comeu croissant, com ovomaltine e nutella Ela fazendo dieta Ele larica no posto Ele nas

Oriente

O Maximo Respeito

Cheguei na praia já ouvindo um jazz Itacoatiara tá com uns nove pés, cuidado com a vala ela é assassina, não adianta bater os pés Vão se os dedos ficam os anéis, vão se os falsos ficam os fiéis Fuma maconha, fez dreadlock, diz

Oriente

Quem Sou Eu

Eu sou destino incerto, sou estrada, sou andarilho Sou gente, sou Deus, animal, ser humano, sou pai, filho Sou o que eu vejo, o que tu vê, sou gota d'água, estopim Eu sou pavio, sou a bomba, sou início, sou o meio e o

Oriente

Dando Nome Aos Bois

O Eduardo está em Paes desde que era Garotinho O Fernando teve Collor pra salvar os nossos filhos Zé Dirceu, Sarney, Nader em Serra isso Getúlio nas horas Vargas não pensava em suicídio Difícil achar um que Prestes na nação brasileira Cabral se banha embaixo, Dilma

Oriente

O Viajante

Amanheceu Juntou o que lhe pareceu Fazer diferença ou ter importância O pai lhe deu Algum conselho e ele respondeu Tô fugindo dessa ganância Sua mãe pediu Toma cuidado meu filho E me liga por favor quando chegar E agradeceu por toda sinceridade E se tacou de braços abertos rumo a

Oriente

Oriental Brasileiro

Oriental brasileiro, honro real verdadeiro Sei que tudo é passageiro, busco a sabedoria Que vai além de dinheiro, sei que é preciso tê-lo Mas também busco o zelo nas coisas do dia dia Nem o último, nem o primeiro, nem o único engenheiro Que também é

Oriente

Templos, igrejas, centros, sinagogas Mesquitas, terreiros, batuques de uma oca Círculos, florestas, cidades cheias de droga Rezo e prezo a prática da yoga Templos, igrejas, centros, sinagogas Mesquitas, terreiros, batuques de uma oca Círculos, florestas, cidades cheia de droga Rezo e prezo a prática da yoga Em qualquer canto

Oriente

Até Quando Brasil-colônia?

"Eu quero falar dos que mamam Dos marmanjos, safados, sem vergonhas, cafajestes Que infestam a política nacional É na mão dessa gente que fica a conta do governo do Estado (O Governo corre para tentar impedir a instalação das CPI's) (Botando dinheiro na cueca?) Canalhas consagrados. Canalhas,

Oriente

Hoje Eu Me Sinto Tão Bem

Hoje eu me sinto tão bem, tão bem, tão bem Acordei com o sol me dando bom dia E fazendo jus a sua presença, que dia, que dia! Não devo nada a ninguém Ninguém me deve nada também Então tá tudo bem Tomando uma Heineken Louvo o São

Oriente

Idaí?

Eu sonhei com um mundo Em que todas mina eram gostosa e andava pelada Que boldo nascia na rua em arbusto E que dinheiro não valia nada Eu fumo maconha mermo, e daí? Gosto muito de buceta, e daí? Não quero saber o futuro, e daí? Pega sua

Oriente

Aquela Antiga Canção

Pararara pa pa pa pa, pararara pa pa pa pa Nananananananana Era só mais um bando de louco Mas a vida nos deu essa missão Achei que tava perdendo meu tempo Mas continuei escrevendo Nenhum sofrimento nunca é em vão Cada vez que abro a boca Quase que represento

Oriente

Desorientado

Pra quem sempre me apoiou, minha eterna gratidão Pra quem foi indiferente, um simples apertinho de mão Pra quem deu tapa nas costas e acha que a sua alma lava E pra quem tentou me atrasar engolirá suas palavras Já tentaram me atrasar, mais atrasados

Oriente

Pras Damas

Tava ouvindo um Bob Marley e te olhando dormir Lembrando do teu sorriso que é o que me faz sorrir Ontem a noite foi punk, ficou só eu e você Fumando uns ret, assistindo filmizin no DVD Fomos juntos na locadora, rolou até discussão Você queria

Oriente

Medley Nissin

Medita, se eleva, relaxa, releva A vida entrega e pega de volta Na volta da selva, a salvo é o santo Na lágrima interna o sorriso é um pranto A testa relaxa, a nuca se solta, coluna ereta Poeta na escolta na rota indecisa, indefinida Abstrata, retrata