Menu

Os Arrais - Letras e Músicas

Os Arrais

Deserto

Cruzei por inteiro um vasto deserto De ponta a ponta, sozinho, em silêncio E do outro lado do mar de areia Vi outro deserto pra minha surpresa O mesmo cenário por dias e dias O vento encobre meus rastros e trilhas Carrego o fardo de andar sem

Os Arrais

Montréal

Quero respirar o ar de um novo lar E avistar outras colinas Que conspirariam contra o que já vi Das paisagens conhecidas E a fronteira da poesia encontrar Onde nasce cada rima Tendo como cama a grama e teto o céu Esquecer minhas feridas As memórias desta vida vou

Os Arrais

Caneta e Papel

Meu bem me dê a sua mão Ao entrarmos juntos na embarcação Pro outro lado do mar Além do que o olho vê Com o vento em nosso favor Não temos o que temer Tempestades certamente irão nos alcançar Longe no alto mar sem uma estrela a nos

Os Arrais

Herança

Ele acorda quando ainda está escuro E apalpa a parede até chegar No quarto que ele consagrou Sozinho em oração ao construir o seu lar Quebrantado ele abre a palavra Buscando em Deus descanso encontrar E a paz que enche o coração da esperança Que não vai achar

Os Arrais

Ele É

No deserto de quem eu fui, eu tinha sede Veio Cristo e tudo se fez diferente Ele vê meus pecados ocultos Os que escondo no fundo do meu coração Derrama em minha vida a água Limpa a sujeira e sacia essa sede O que Cristo oferece, Ele

Os Arrais

Pulmões (feat. Paulo Nazareth e Marcos Almeida)

Muito além de mim, maior E ainda assim comigo Teu amor insiste até o fim Me diz por onde ir E mesmo quando a noite vem Seguro estou em ti Muito além de mim, maior E ainda assim comigo Teu amor me encontra até aqui Em minha solidão E mesmo quando

Os Arrais

Esperança

Que miserável homem que sou, que me tornei Mendigo o pão que antes sobrava e que era meu No desapontamento a esperança nasce E vivo o presente independentemente do que passou Pois se tudo mudou E em Cristo eu sou mais do que sou Pra trás eu

Os Arrais

Saudade

Da linda pátria estou mui longe Triste eu estou Eu tenho de Jesus saudade Quando será que vou Passarinhos, belas flores Fazem-me almejar As maravilhas e esplendores Do meu celeste lar Cristo me deu fiel promessa Vem me buscar Meu coração está com pressa Eu quero já voar Meus pecados eram muitos E culpado

Os Arrais

Mais

Descubro quem eu sou, Tua palavra me diz Entendo quem eu fui, quem não mais quero seguir, não Eu sou um pescador, Tua palavra me diz Te sigo aonde for, faço tudo em Teu Nome Sou mais que um vencedor Sendo que eu sempre fui o

Os Arrais

Fogo

(Na utopia é fácil esquecer-se da realidade Uma é a vida e sete são os mares Náufragos temos a escolha do que fazer com o fôlego que nos foi dado E é a escolha que nos dá a oportunidade de por fogo na embarcação Queimar

Os Arrais

17 de Janeiro

Eu olhei a tristeza nos olhos e sorri Mesmo quebrantado pela vida que escolhi Da janela eu vi Cada estação fugir Como as árvores eu permaneço no mesmo lugar No outono, no inverno, eu espero primavera chegar Da estrada eu quis Retornar pra onde parti Da distância avistei a

Os Arrais

Outono

Eu olho para o monte De onde vem o meu socorro Mas a espera desta vez é diferente, outra vez É mais escura, é mais vazia Hoje a noite é bem mais fria E na Palavra eu fiz morada Achei descanso na jornada, sim Provado fui com fogo Mas

Os Arrais

O Bilhete e o Trovão

No silêncio, na calmaria que antecede a dor No escuro, na pausa entre A chuva e o primeiro trovão Seja minha canção Estrofe, ponte e refrão Quando a porta recusa-se a abrir e eu bato em vão Quando vejo de longe o trem partir Com bilhete em minhas

Os Arrais

21

O bebê de belém, homem de dor Consolação de israel, rei das nações A semente prometida Príncipe da paz, o caminho, a verdade e vida Deus conosco, cordeiro de Deus, meu redentor Meu Jesus O leão de judá, yeshua Meu juiz, mediador, pão do céu A palavra se fez

Os Arrais

Rojões

Ouço o som da multidão que vitoriosa chega de mais uma guerra Lindos refrões ecoam dos portões, louvando o Rei e exaltando Seu nome E eu quis morrer na batalha ao lutar pelo reino até o fim Mas fui convocado a cantar das vitórias

Os Arrais

Fôlego

Queria os acompanhar até o fim Mas Deus é quem vai adiante de ti Queria ver o rio se abrindo como o mar E nossos filhos chamando essa terra de lar Mas eu cantarei de sua justiça Com o fôlego que ainda me resta O Senhor tem

Os Arrais

A Voz

O sozinho e ferido, cansado e faminto que estão no escuro Em terras longínquas e mares distantes, a luz ressurgirá Pois Ele é a voz que fala ao coração Sobre esperança e um futuro além do que se pode ver E o Reino vem aos

Os Arrais

Dia 3

O dia nasce e meus olhos estão fechados O horizonte pega fogo e eu não vejo Os lampejos da beleza desse mundo Como areia, cai no chão por entre os dedos O sentido da existência é a existência Quando acordo para a vida que eu já

Os Arrais

Não Fale

Não fale que o conhece se o esquece em cada esquina Não fale que o encontra nas suas ondas de fé e não na palavra, não na palavra Que falta hoje é fé na palavra, que muda quem eu sou não deixa nada Amando

Os Arrais

Oração

Em oração eu trilho o caminho que Jesus abriu Até o trono onde sua graça flui como um rio Santo, santo Anjos cantam: Santo E pela fé caminho até avistar o autor da minha fé E o que eu posso oferecer para honrar quem ele é? Santo,