Menu

Santanna O Cantador - Letras e Músicas

Santanna O Cantador

Ana Maria

Eu dei um beijo Eu dei um beijo Eu beijei Ana Maria Por causa disso Eu quase entrava numa fria Ana Maria tinha dono e eu não sabia Mas quem diria pra bem dizer Foi sem querer, mas terminou em confusão A solução foi confundir o coração Daí então fiquei

Santanna O Cantador

Lembrança de Um Beijo

Quando a saudade Invade o coração da gente E pega a veia Onde corria um grande amor Não tem conversa Nem cachaça que dê jeito Nem um amigo do peito Que segure o chororô Saudade Já tem nome de mulher Só pra fazer do homem O que bem quer O cabra pode ser

Santanna O Cantador

Lápis de Cor

A saudade faz parte de quem já amou De quem ficou sozinho De quem chorou baixinho, sem chamar atenção A saudade varreu tantos sonhos Deixou vazio tantos ninhos E colocou mais espinhos que flores na porta do meu coração Quero sentir saudade, de quem me fez bem Esquecer

Santanna O Cantador

Doidim Por Você

Doidim, doidim por você Meu coração faz baticum na cabeça Duvido muito que outro amor apareça E desse jeito me enlouqueça Doidim, roxim, biruta E tá saindo fumacinha da cuca Duvido muito que haja outra arapuca E desse jeito de deixa maluca E desse jeito de deixa maluca Desse jeito,

Santanna O Cantador

Tamborete de Forró

Ela era miudinha Botei seu nome Tamborete de forró Mas quando ela me deu uma olhada Senti logo uma flechada Meu coração foi logo dando um nó Ela dançando e balançando os cachos Que meus cento e vinte baixos Quase viram um pé-de-bode Do lado dela um sujeito sem jeito E

Santanna O Cantador

Cheiro de Nós

Ainda sinto um cheiro bom Terra molhada já secou, mas inda cheira Menino grita pendurado na porteira O pai já vem trazendo o gado pra trancar Ainda sinto um cheiro bom Do fumaceiro do fogão e a laranjeira Onde juntava a meninada da ribeira Pra ver o sol

Santanna O Cantador

Me Dá Meu Coração

Você dizia que me amava e me queria Que jamais em sua vida gostou de alguém assim Que eu era tudo pra você, a flor do bem querer Que nunca ia poder viver sem mim Tanto cuidado, tanto mimo, tanto dengo Cada dia mais crescendo, dava

Santanna O Cantador

Dez Poemas Diferentes

Pra cada lágrima triste que chorei Surgiram dez poemas diferentes Ao pai agradeço a estrada que passei Passei e se ele quiser vou novamente Pois quem acredita em deus Não tem medo da escuridão Aprende que quem faz o mal só merece perdão Perdão que é o perfume

Santanna O Cantador

Se Tu Quiser

Se tu quiser eu invento um vento pra ventar o amor uma chuva bem chovida pra chover pé de fulô pra tu ficar cheirosa e vir dançar mais eu se tu quiser poemo um poema bem cheio de rima acendo a estrela mais bonita la de cima faço

Santanna O Cantador

A Cura

Uma chuva de saudade me molhou Uma onda de lembrança me tocou Eu me deitei na praia do passado E vi ao meu lado o teu corpo rei Tentei tocar o corpo ali deitado Tinha sonhado então acordei Venha sonhar esse sonho comigo Traz teu corpo amigo Pra eu

Santanna O Cantador

Vontade

Vontade de passar na tua porta Vontade de bater no teu portão Vontade de pedir um copo d´água E assim poder tocar na tua mão E assim poder falar do meu amor E assim te revelar minha paixão Eu sou apaixonado por você Desde menino Desde pequeno Só não tive

Santanna O Cantador

Chamego Proibido

Naquela noite tão linda Nós trocamos de olhar E nasceu logo a ilusão Lhe convidei pra dançar Ficamos a conversar Se apertando no salão Eu já simpatizava Com você quando dançava Pensei logo em lhe beijar Vi no dedo o compromisso Mas meu bem, nem só por isso Eu vou deixar de

Santanna O Cantador

A Natureza Das Coisas

Ô chá, lá, lá, lá, lá Ô chá, lá, lá, lá, lá Se avexe não... Amanhã pode acontecer tudo Inclusive nada. Se avexe não... A lagarta rasteja Até o dia em que cria asas. Se avexe não... Que a burrinha da felicidade Nunca se atrasa. Se avexe não... Amanhã ela pára Na porta da

Santanna O Cantador

Bote Tempo

E bote tempo que eu não sei dormir E bote tempo que eu não sei sonhar E bote tempo que eu não sei sorrir E bote tempo que eu só sei chorar E bote tempo que eu não tenho aonde ir E bote tempo que eu

Santanna O Cantador

Canção de Saudade

Quando lembro de você Sinto uma coisa Que remexe lá por dentro Como se fosse reviver cada momento Das alegrias que marcaram nosso amor Quando lembro de você Dá uma vontade de chorar Que não seguro Sinceramente, meu amor, É muito duro Foi tão gostoso Que é difícil de esquecer Quando lembro de

Santanna O Cantador

Estrela Menina

Nem toda estrela Tem o brilho dos teus olhos Nem toda flor cheira igual a você Nem todo beijo Tem o calor do teu beijo Que me alucina Que me ensina a te querer Nem toda mão Acaricia como a tua Nem toda ausência Fez de mim um sonhador Nem todo corpo Tem

Santanna O Cantador

Mensageiro Beija Flor

Queria lhe mandar um beijo Mas não achava o portador Pra lhe falar do meu desejo Pra lhe dizer como eu estou Me comportei como criança Que no brinquedo tropeçou Por isso estou aqui pedindo Pra voce que está partindo Passarinho voador Nem que seja de passagem Entregar minha mensagem Faz pra

Santanna O Cantador

Siá Filiça

Cadê a lenha da fogueira Siá Filiça Cadê o milho pra assar Cadê aquele teu vestidinho de chita Que tu vestia pra dançar Cadê aquele sanfoneiro Que eu pedia pra tocar A canção da minha terra Um forró de pé-de-serra Que eu ajudava a cantar Quando me lembro disso tudo Siá Filiça Me

Santanna O Cantador

Xote Universitário

Eu perdi o vestibular de medicina Minha mãe ficou zangada E eu nem um pouco Eu não sei Mas talvez seja muito louco Aprender a receitar penicilina Sou nervoso E tenho medo de ver sangue E a família Quer me ver na cirurgia Costurando quem vem lá do "bang bang" Que aparece

Santanna O Cantador

Tampa de Pedra

Você bagunçou meu coração Tirou ele do peito e sacudiu pela calçada Pisou em cima e esmagou minha razão Eu já não era muito e agora não sou mais nada. Você fez de mim o que queria Tirou minha alegria Desmanchou o meu viver Fez um buraco Dentro da