Menu

Umbanda - Letras e Músicas

Umbanda

Santo Antonio de Batalha

Santo Antonio de Batalha, Faz de mim batalhador, Santo Antonio de Batalha, Faz de mim batalhador, Corre e Gira Pomba Gira, Tranca Rua e Marabo Corre e Gira Pomba Gira, Tranca Rua e Marabo Santo Antonio de Batalha, Faz de mim batalhador, Corre e Gira Pomba Gira, Tranca Rua e Marabo Santo Antonio

Umbanda

Defuma Com As Ervas Da Jurema

Defuma com as ervas da Jurema Defuma com arruda e guiné Defuma com as ervas da Jurema Defuma com arruda e guiné Benjoim, alecrim e alfazema vamos defumar filhos de fé Defumei, defumei Em nome de Oxalá Que todo mal que aqui estiver Parta para as ondas do mar.

Umbanda

Santo Antonio Pequenino

Santo Antônio Pequenino, Amansador de burro brabo, Quem mexer com Sto Antônio, Ta mexendo com o diabo. Rodeia, rodeia, rodeia, Meu Santo Antônio rodeia. (bis) Pomba Gira Rainha, Gira a noite, gira o dia, No embalo dessa gira, Gira o Exu Ventania. Rodeia, rodeia,... Maria Mulambo, No meio da encruzilhada, Convidou João Caveira, Dando uma

Umbanda

Exú Tranca Rua Das Almas

O sino da igrejinha faz: "belém", "blém", "blom" O sino da igrejinha faz: "belém", "blém', 'blom" Deu meia noite e o galo já cantou Seu Tranca Ruas é o dono da gira Oi, corre gira que Ogum mandou O sino da igrejinha faz: "belém", "blém", 'blom" O

Umbanda

Ponto de Maria Padilha

Salve Maria Padilha, Salve Maria Padilha Salve Maria Padilha que ilumina o meu caminhar Perambulava pelas ruas, já sem saber, o que fazer Procurava na noite, uma solução, para tanta dor Sofrimento e solidão Então eu clamei, ao povo da rua Que me enviasse, no momento alguma

Umbanda

Hino Dos Orixás

Penso no dia que logo vai nascer E o meu peito se enche de emoção A esperança embate o meu ser Eu sou feliz e gosto de viver Pela beleza dos raios da manhã Eu te saúdo Mamãe Iansã Pela grandeza das ondas do mar Me abençoe Mamãe

Umbanda

Pontos de Iansã – Ela É Oya

Olha que o céu clareou Quando o dia raiou Fez o filho pensar A Mãe do tempo mandou A nova era chegou Agora vamos plantar Do humaitá Ogum bradou Senhor Oxossi atinou Iansã vai chegar O ogã já firmou Atabaque afinou Agora vamos cantar A eparrei ela é Oyá, ela é Oyá A eparrei

Umbanda

Pontos de Iansã

Eparrei Oya Eparrei Iansã Iansã orixá de Umbanda Rainha do nosso congá Saravá Iansã! Lá na aruanda, eparrei, eparrei, Iansã venceu demanda Iansã, saravou pai Xangô! No céu trovão roncou E lá na mata o leão bradou, Saravá Iansã! Saravá Xangô! Eparrei Oya Eparrei Iansã Oya é moça rica, ela é

Umbanda

Hino Da Umbanda

Refletiu a Luz Divina Com todo seu esplendor É do reino de Oxalá Onde há paz e amor Luz que refletiu na terra Luz que refletiu no mar Luz que veio de Aruanda Para tudo iluminar A Umbanda é paz e amor É um mundo cheio de Luz É a força

Umbanda

Ponto De Todos Caboclos Da Umbanda

Não há mata que eu não entre Não há pau que eu não suba Não há mata que eu não entre Não há pau que eu não suba Não há pássaro que voe Que a minha flecha não derrube Não há pássaro que voe Que a minha flecha

Umbanda

Dói, dói, dói, dói, dói (Pomba-Giras)

Dói, dói, dói, dói, dói Um amor faz sofrer Dois amores fazem chorar Dói, dói, dói, dói, dói Um amor faz sofrer Dois amores fazem chorar No tempo em que ela tinha dinheiro Os homens queriam lhe amar Mas hoje o dinheiro acabou A velhice chegou e ela se põe

Umbanda

Pomba Gira Rosa Caveira

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira! Pomba Gira da calunga Vem levantando poeira Suas mandingas são Cercadas de mistérios Saravá a Pomba Gira Que vem lá do cemitério Se diz que faz é melhor não duvidar Porque a Rosa Caveira Promete para não faltar Sacode o pó que chegou Rosa

Umbanda

Festa Do Exú Tiriri

É meia noite em ponto e o galo cantou É meia noite em ponto e o galo cantou Cantou pra anunciar que Tiriri chegou Cantou pra anunciar que Tiriri chegou Ele vem da Calunga de capa Cartola e tridente na mão Esse Exú de fé é quem

Umbanda

Maria Mulambo

Aquela rosa que plantei na encruzilhada. Aquela rosa que plantei no meu jardim. Maria Mulambo! Maria Mulher! Maria Padilha, rainha do Candomblé! Aquela rosa que plantei na encruzilhada. Aquela rosa que plantei no meu jardim. Maria Mulambo! Maria Mulher! Maria Padilha, rainha do Candomblé!

Umbanda

Ê, Caveira

Ê, Caveira, firma seu ponto na folha da bananeira, Exú Caveira! (x2) Quando o galo canta é madrugada, Foi Exú na encruzilhada, batizado com dendê. Rezo uma oração de traz pra frente, Eu queimo fogo e a chama ardente aquece Exú , Ô Laroiê. Eu ouço

Umbanda

Atoto Obaluaê

É Obaluaê É Obaluaê É Atotô É Obaluaê É Obaluaê Se você está sofrendo no leito ou com frio e com dor Com pipoca e com dendê muita gente ele curou Se seu corpo está ferido e não pode mais suportar Peça proteção á ele que ele vai lhe ajudar! OBALUAÊ!!! É Obaluaê É Obaluaê É Atotô É

Umbanda

Tranca Ruas Dono do Meu Caminho

É ele quem chega agora Já deu meia noite Tranca rua é quem chega aqui Quando o sol aqui não mais brilhar Quando a lua o seu clarão refletir É sinal que está na hora É ele quem chega agora Já deu meia noite Tranca rua é quem chega

Umbanda

Boemio da madrugada (Zé Pilintra)

Zé Pilintra, Zé Pilintra Boêmio da madrugada Vem na linha das Almas e também na encruzilhada O amigo Zé Pilintra que nasceu lá no sertão Enfrentou a Boêmia Com seresta e violão Hoje na lei de Umbanda Acredito no Senhor Pois sou seu filho de fé Pois tem fama de doutor Com magias

Umbanda

Como É Lindo o Canto de Iemanjá

Mãe d'água, rainha das ondas, sereia do mar Mãe d'água, seu canto é bonito quando tem luar Iêêêêê, Iemanjá! Iêêêêê, Iemanjá Rainha das ondas, sereia do mar Como é lindo o canto de Iemanjá Faz até o pescador chorar Quem escuta a Mãe d'água cantar Vai com ela pro

Umbanda

Deu Meia-noite

Deu meia-noite A lua se escondeu Lá na encruzilhada Dando a sua gargalhada Tranca-Rua apareceu É laroiê! É laroiê! É laroiê! É mojubá! É mojubá! É mojubá Ele é odara dando a sua gargalhada Quem tem fé em Tranca-Rua é só pedir, que ele dá