Menu

Ventania - Letras e Músicas

Ventania

Cogumelos Azuis

Saí de caminhada Pelas estradas, Caminhando a pé Pedindo carona Violão na costa Eu vim pra São Tomé Loco, loco, locomélo "Mutcho" loco, locomélo Cogumelos azuis Loco, loco, locomélo "Mutcho" loco, locomélo Cogumelos de Zebu Zebu morreu, ele se fudeu, cogumelo é meu Zebu morreu, ele se fudeu, cogumelo é nosso Sou maluco banguelo, de cabelo

Ventania

Sonho de um Louco

Nasceu de uma estrela cadente Brilho nos olhos de um sonhador Um mundo de paz, tão diferente Era-se o tempo que você sonhou Sei que até mesmo, você também lembra Cantávamos "canção de paz" Tocava gaita e violão e as batidas das mãos acompanhavam a canção... Sentados perto do

Ventania

Vampiro Doidão

Puta que pariu Meu gato pôs um ovo Mas gato não põe ovo Puta que pariu de novo Eu sou vampiro doidão Eu sou vampiro doidão Quero morrer Todo peladão Princesa Isabel Se amarra num negão e Fumou um baseado E aboliu a escravidão Eu sou vampiro doidão Eu sou vampiro doidão De dia eu

Ventania

A Malucada Pirou

E a malucada pirou, pirou, pirou, em rock n'roll E a malucada pirou, pirou, pirou, em rock n'roll Tem maluco na estrada, de carona e de caminhada De caranga, de bicicleta, de disco voador Oi Rock n'roll E a malucada pirou, pirou, pirou, em rock n'roll E

Ventania

Só Para Loucos

Só para loucos, isso é só para loucos Caretas não! Só para loucos, isso é só para loucos Aháa! Colhendo cogumelos na varanda de cristal A avenida paralela toma forma de aspiral Colhendo cogumelos pra fazer um chá legal Ficar muitcho louco curtindo um visual Só para loucos, isso

Ventania

Poeta Louco

ô ô ô ô ô ô ô ô ô ô 2x quantas noites sem durmir olhando da minha janela luzes da cidade vejo pensamento madrugada adentro enquanto muitos dormem quantos loucos atearam fogo, aceleraram a mente? viajaram na fumaça louca que passando a todos foi de boca em

Ventania

O Diabo É Careta

Viajando, viajando No brilho desta morena amanheci no verão Cada vez mais descacetado da cabeça Maldita flor da trombeta me pirou de vez E me levou para o inferno sem minha lucidez Fui perguntar pro Diabo se ele fumava um Fiz da canoa uma seda e eu

Ventania

Maluco Sonhador

Sabe, lembro tanto da estrada De tantas caminhadas de um maluco sonhador Pois eu sigo a estrada Que me leva eu sempre a nada Sem saber onde chegar Se a cruz que eu carrego São o peso das correntes no teu calcanhar Se eu nasci foi para isto Até

Ventania

Maconha

Quantas noites sem dormir olhando da minha janela Luzes da cidade, viajo o pensamento Madrugada adentro enquanto muitos dormem Quantos loucos atearam fogo aceleraram a mente Viajaram na fumaça louca Que passando a todos foi de boca em boca No silêncio sinto essa fumaça me lavar o

Ventania

Caminho de Pedras

Sigo um caminho de pedras Do alto a montanha neblina é de madrugada....... Sigo por dentre as montanhas de pedras Só, sigo em silêncio Caminho de pedras..... Caminhos de pedras..... A relva molhada de orválio O tempo faz frio o vento é tão forte Viagem momentos tão loucos Auroura com

Ventania

Símbolo da Paz

Louco você lembra aquele trampo que eu usava pendurado no pescoço dizendo que era um símbolo da paz, Você sabe quem me deu, foi um hippie que morreu... Hippie, diga onde está o beatnik e um dos punks e skinheads, Heavy metal, heavy darks,

Ventania

Dr. Hoffmann

Pedalei de bicicleta, viajei a noite inteira, A viajem era medonha me dava uma suadeira. Pedalei de bicicleta, viajei de madrugada, A lua brilhava no céu derretendo em cacos de vidros, o mago o deixava Era eu e o dr hoffman e um druida pirado, Jogava

Ventania

Viajando

Bai-larai-larai-lará Rai-larai-larai-lará (3x) Viajandooo Viajandooo No brilho dessa morena, amanheci no verão Cada vez mais descacetado da cabeça Maldita flor da trombeta, me pirou de vez E me levou para o inferno sem minha lucidez Fui perguntar pro Diabo se ele fumava um Fiz da canoa uma seda, eu não

Ventania

Erva Danada

Caia erva danada Caia erva danada Caia erva danada Caia erva danada É reggae sim isso é reggae não Vai ficar brigando agora se isso é reggae ou se é baião Que que é isso então Que que... tá surdo véio É reggae não Seu doutor o que é que eu

Ventania

Marasmo

Eu vou fugir desse marasmo Vou sair da capital Vou fugir desse marasmo Vou morar no matagal No mato a gente anda descalço E pode tomar banho nu No mato a gente anda descalço E pode tomar banho nu E de manhã fazer chapate E à tarde eu tomo um

Ventania

A Passagem

Sentado no meu pano aqui no chão enxergo passo desse povo Caminhar em rumo ao tempo gerações vão se passando... Vai passando um a um Vai passando um a um Dos tempos mais remotos que se perdem na história de um planeta Habitado por humanos ta

Ventania

Fumaça Louca

oh oh oh oh oh oh oh oh oh... oh oh oh oh oh oh oh oh ohhhh Quantas noites sem durmir olhando da minha janela Luzes da cidade viajo o pensamento Madrugada adentro enquanto muitos dormem Quando os loucos atearam fogo aceleraram a mente Viajaram

Ventania

Eu Sou Doidão

Me toca no ouvido um som que faz eu viajar Um solo de guitarra vai tocando sem parar Às vezes escuto um grito mas eu posso te explicar [refrão] 2X Eu sou doidão Não vou me curar Se eu ando desligado não vou parar no ar Estou comunicando

Ventania

O mamute

O mamute pequenino queria voar, tentava e tentava e não podia voar uma pombinha sua amiga tentou ajudar, e do 5º andar fez ele pular O que aconteceu? Merda, o mamute virou Merda! O mamute pequenino queria fumar tentava e tentava e não podia fumar o cachorro seu amigo

Ventania

Dichavando

Se todo vento que soprava lá do norte Me desvia ao noroeste fazendo as folhas virarem Virando a folha foi que eu vi o fim da história Agora chegou a hora de eu também poder cantar Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava Dichavamo dichavado que