Menu

Wilson Simonal - Letras e Músicas

Wilson Simonal

Sá Marina

Descendo a rua da ladeira Só quem viu, que pode contar Cheirando a flôr de laranjeira Sá Marina vem prá dançar... De saia branca costumeira Gira ao sol, que parou prá olhar Com seu jeitinho tão faceira Fez o povo inteiro cantar... Roda pela vida afora E põe prá fora

Wilson Simonal

Lampião Em Prosa E Verso

É Virgulino Capitão, o cangaceiro lampião É Virgulino Capitão, o cangaceiro lampião O sertão pegava fogo no tempo de Lampião A polícia perseguia Mas não pegava ele não Padre Cícero milagroso rezava no Juazeiro e no sertão brasileiro Capitão cangaceiro É Virgulino Capitão, o cangaceiro lampião É Virgulino Capitão, o cangaceiro lampião Sua

Wilson Simonal

Nem Vem Que Não Tem

Ahahahahahaha! Vamos voltar a pilantragem Xá comigo, uma musiquinha Pra machucar os corações Nem vem que não tem Nem vem de garfo Que hoje é dia de sopa Esquenta o ferro Passa a minha roupa Eu nesse embalo Vou botar pra quebrar Sacudim, sacundá Sacundim, gundim, gundá! Nem vem que não tem Nem vem de

Wilson Simonal

Que Maravilha

Lá fora está chovendo, mas assim mesmo eu vou correndo só pra ver o meu amor Ela vem toda de branco, toda molhada e despenteada Que maravilha, que coisa linda que é o meu amor Lá fora está chovendo, mas assim mesmo eu vou correndo só pra ver o meu

Wilson Simonal

Meu Limão, Meu Limoeiro

Meu limão, meu limoeiro meu pé, meu pé de jacarandá Uma vez eskindolêlê iê iê outra vez eskindolálá Meu limão, meu limoeiro meu pé, meu pé de jacarandá Uma vez eskindolêlê iê iê outra vez eskindolálá la la la la la la la la la la la la la la

Wilson Simonal

Mustang Cor de Sangue

A questão social Industrial Não permite e não quer Que eu ande a pé Na vitrine um Mustang Cor de sangue... Tenho um novo ideal Sexual Abandono a mulher Virgem no altar Amo em ferro e sangue Um Mustang Cor de sangue... No farol vejo o seu olhar Minha mão toca a direção No painel eu

Wilson Simonal

Está Chegando A Hora

Quem parte leva saudade de alguém, que fica chorando de dor Por isso, não quero lembrar quando partiu meu grande amor Quem parte leva saudade de alguém, que fica chorando de dor Por isso, não quero lembrar quando partiu meu grande amor Ai ai ai ai, tá chegando a hora O dia

Wilson Simonal

Na Galha Do Cajueiro

Vou fazer minha queixa, Quando o meu papai chegar Mamãe não me deixa subir nesse galho Ela disse que eu caio E vou lhe dar trabalho Quando o meu papai, Quando o meu papai, Quando o meu papai chegar Corro pra ele e vou lhe contar, oh! Papai, mamãe não

Wilson Simonal

Mamãe Passou Açúcar Em Mim

Lá Lá Lá Lá Lalalalalá! Lá Lá Lá Lá Lalalalalá! Lá Lá Lá Lá Lalalalalá! Eu sei que tenho Muitas garotas Todas gamadinhas por mim E todo dia É uma agonia Não posso mais andar na rua É o fim... Eu era neném Não tinha talco Mamãe passou açúcar em mim... Sei de muito

Wilson Simonal

Samba de Negro

Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem Pra sambar gostoso e fazer samba como ninguém Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem Pra sambar gostoso e fazer samba como ninguém Negro sambando esquece da dor Negro transporta pro samba o

Wilson Simonal

Vesti Azul

Estava na tristeza que dava dó Vivia vagamente e andava só Mas eis que de repente Me apareceu um brotinho lindo Que me convenceu... Dizendo que eu devia Vestir azul Que azul é cor do céu E seu olhar também Então o seu pedido Me incentivou... Vesti Azul! (Popopopopó!) Minha sorte então mudou (Popopopopó!) Vesti Azul! (Popopopopó!) Minha

Wilson Simonal

Escravos De Jó

Quando eu era menininho A gente sentava no chão Com uma caixa de fósforo na mão Eu passava a minha pra ela e ela passava a dela pra mim E a gente cantava assim Escravos de Jó jogavam caxangá Tira, bota, deixa ficar, deixa cair Deixa ficar, deixa cair Guerreiros

Wilson Simonal

Tributo a Martin Luther King

Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá! Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá! Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá! Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá! Sim, sou um negro de cor Meu irmão de minha cor O que te peço é luta sim Luta mais! Que

Wilson Simonal

Zazueira

Ela vem chegando (ela vem chegando) E feliz vou esperando (e feliz vou esperando) A espera é difícil (a espera é difícil) Mas eu espero sambando (mas eu espero sambando) Menina bonita com céu azul Ela é uma beleza Menina bonita, você é demais A alegria da minha tristeza Mas ela vem chegando (ela

Wilson Simonal

País Tropical

Moro num país tropical, abençoado por Deus E bonito por natureza, mas que beleza Em fevereiro (em fevereiro) Tem carnaval (tem carnaval) Tenho um fusca e um violão Sou Flamengo Tenho uma nêga Chamada Tereza Sambaby Sambaby Sou um menino de mentalidade mediana Pois é, mas assim mesmo sou feliz da vida Pois

Wilson Simonal

Roda

Meu povo, preste atenção Na roda que eu te fiz Quero mostrar a quem vem Aquilo que o povo diz Posso falar, pois eu sei Eu tiro os outros por mim Quando almoço, não janto E quando canto é assim Agora eu vou divertir Agora eu vou prosseguir Quero ver quem

Wilson Simonal

Aqui É o País do Futebol

Brasil está vazio na tarde de domingo, né? Olha o sambão, aqui é o país do futebol Brasil está vazio na tarde de domingo, né? Olha o sambão, aqui é o país do futebol No fundo desse país Ao longo das avenidas Nos campos de terra e

Wilson Simonal

Nana

Esta noite quando eu vi Nana Vi a minha deusa ao luar Toda noite eu olhei Nana A coisa mais linda de se olhar Que felicidade achar enfim Essa deusa vinda só pra mim Nana E agora eu só sei dizer Toda minha vida é Nana É Nana NANA Simbor'a Esta noite dos

Wilson Simonal

Carango

Copacabana, carro vai zarpar Todo lubrificado Pra não enguiçar Roda talalarga genial Botando minha banca Muito natural Simbora!...1, 2, 3 Camisa verde claro Calça saint-tropez E combinando com o carango Todo mundo vê Ninguém sabe o duro que dei Pra ter fon fon Trabalhei, trabalhei Pra ter fon fon Trabalhei, trabalhei Depois das seis Tem que acender farol Garota

Wilson Simonal

Balanço Zona Sul

Balança toda pra andar Balança até pra falar Balança tanto que já balançou meu coração Balance mesmo que é bom, Do Leme até o Leblon E vai juntando um punhado de gente Que sofre com seu andar Mas ande bem devagar Que é pra não se cansar Vai caminhando, balan