Menu

Zeca Baleiro - Letras e Músicas

Zeca Baleiro

Telegrama

Eu tava triste, tristinho Mais sem graça que a top-model magrela Na passarela Eu tava só, sozinho! Mais solitário que um paulistano Que um canastrão na hora que cai o pano Tava mais bobo que banda de rock Que um palhaço do circo Vostok Mas ontem eu recebi um

Zeca Baleiro

Babylon

Baby! I'm so alone Vamos pra Babylon! Viver a pão-de-ló E möet chandon Vamos pra Babylon! Vamos pra Babylon!... Gozar! Sem se preocupar com amanhã Vamos pra Babylon Baby! Baby! Babylon!... Comprar o que houver Au revoir ralé Finesse s'il vous plait Mon dieu je t'aime glamour Manhattan by night Passear de iate Nos mares do pacífico sul... Baby! I'm

Zeca Baleiro

Lenha

Eu não sei dizer O que quer dizer O que vou dizer Eu amo você Mas não sei o que Isso quer dizer Eu não sei por que Eu teimo em dizer Que amo você Se eu não sei dizer O que quer dizer O que vou dizer Se eu digo "Pare" Você não

Zeca Baleiro

Bandeira

Eu não quero ver você cuspindo ódio Eu não quero ver você fumando ópio, pra sarar a dor Eu não quero ver você chorar veneno Não quero beber o teu café pequeno Eu não quero isso seja lá o que isso for Eu não quero aquele Eu

Zeca Baleiro

Ai Que Saudade D’ocê

Não se admire se um dia Um beija-flor invadir A porta da tua casa Te der um beijo e partir Fui eu que mandei o beijo Que é pra matar meu desejo Faz tempo que eu não te vejo Ai que saudade d'ocê Se um dia ocê se lembrar Escreva

Zeca Baleiro

Heavy Metal Do Senhor

O cara mais underground Que eu conheço é o diabo Que no inferno toca cover Das canções celestiais Com sua banda formada Só por anjos decaídos A platéia pega fogo Quando rolam os festivais... Enquanto isso Deus brinca De gangorra no playground Do céu com santos Que já foram homens de pecado De

Zeca Baleiro

Samba Do Approach

Venha provar meu brunch Saiba que eu tenho approach Na hora do lunch Eu ando de ferryboat... Eu tenho savoir-faire Meu temperamento é light Minha casa é hi-tech Toda hora rola um insight Já fui fã do Jethro Tull Hoje me amarro no Slash Minha vida agora é cool Meu passado é

Zeca Baleiro

Salão de Beleza

Se ela se penteia Eu não sei! Se ela usa maquilagem Eu não sei! Se aquela mulher vaidosa Eu não sei! Eu não sei! Eu não sei!... Vem você me dizer Que vai num salão de beleza Fazer permanente Massagem, rinsagem, reflexo E outras "cositas más"...(2x) Oh! Baby você não precisa De um salão de

Zeca Baleiro

Flor da Pele

Ando tão à flor da pele Qualquer beijo de novela me faz chorar Ando tão à flor da pele Que teu olhar flor na janela me faz morrer Ando tão à flor da pele Meu desejo se confunde com a vontade de não ser Ando tão à

Zeca Baleiro

Bienal

Desmaterializando a obra de arte do fim do milênio Faço um quadro com moléculas de hidrogênio Fios de pentelho de um velho armênio Cuspe de mosca, pão dormido, asa de barata torta Meu conceito parece, à primeira vista, Um barrococó figurativo neo-expressionista Com pitadas de arte nouveau

Zeca Baleiro

Disritmia

Eu quero me esconder debaixo Dessa sua saia pra fugir do mundo Pretendo também me embrenhar No emaranhado desses seus cabelos Preciso transfundir teu sangue Pro meu coração, que é tão vagabundo Me deixe te trazer num dengo Pra num cafuné fazer os meus apelos! Me deixe te trazer

Zeca Baleiro

Bola Dividida

Será que essa gente percebeu que essa morena desse amigo meu Tá me dando bola tão descontraída Só que eu não vou em bola dividida Pois se eu ganho a moça eu tenho o meu castigo Se ela faz com ele vai fazer comigo Se eu

Zeca Baleiro

Proibida Pra Mim

Ela achou o meu cabelo engraçado Proibida pra mim, no way Disse que não podia ficar Mas levou a sério o que eu falei Vou fazer de tudo o que eu puder Eu vou roubar essa mulher pra mim Eu posso te ligar a qualquer hora Mas eu

Zeca Baleiro

Alma Nova

Sempre que te vejo assim Linda, nua E um pouco nervosa Minha velha alma Cria alma nova Quer voar pela boca Quer sair por aí... E eu digo Calma alma minha Calminha! Ainda não é hora De partir... Sempre que te vejo assim Linda, nua E um pouco nervosa Minha velha alma Cria alma nova Quer voar pela

Zeca Baleiro

Bicho de Sete Cabeças

Não dá pé Não tem pé, nem cabeça Não tem ninguém que mereça Não tem coração que esqueça Não tem jeito mesmo Não tem dó no peito Não tem nem talvez ter feito O que você me fez desapareça Cresça e desapareça... Não tem dó no peito Não tem jeito Não tem

Zeca Baleiro

Comigo

Você vai comigo aonde eu for Você vai bem, se vem comigo Serei teu amigo e teu bem Fica bem, mas fica só comigo...(2x) Quando o sol se vai a lua amarela Fica colada no céu, cheio de estrela Se essa lua fosse minha Ninguém chegava perto dela A

Zeca Baleiro

Mamãe Oxum

Eu vi mamãe oxum na cachoeira Sentada na beira do rio Colhendo lírio lirulê Colhendo lírio lirulá Colhendo lírio Pra enfeitar o seu congá Ê areia do mar que o céu serena Ê areia do mar que o céu serenou Na areia do mar mar é areia Maré cheia ê

Zeca Baleiro

Onça Pintada

Ê onça pintada Quem foi que te pintou? Quem te pôs o preto Quem te pôs o preto Quem te amarelou Ê onça pintada Quem foi que te pintou? Quem te pôs o preto Quem te pôs o preto Quem te amarelou Por que tu não é vermelha, onça Nem é rosa-choque

Zeca Baleiro

Meu Amor, Minha Flor, Minha Menina

Meu amor minha flor minha menina Solidão não cura com aspirina Tanto que eu queria o teu amor Vem me trazer calor, fervor, fervura Me vestir do terno da ternura Sexo também é bom negócio O melhor da vida é isso e ócio Isso e ócio Minha cara, minha

Zeca Baleiro

Quase Nada

De você sei quase nada Pra onde vai ou por que veio Nem mesmo sei Qual é a parte da tua estrada No meu caminho Será um atalho Ou um desvio Um rio raso Um passo em falso Um prato fundo Pra toda fome Que há no mundo Noite alta que revele Um passeio